O que fazer em Bonito, no outono?

Paraíso das águas límpidas tem opções para turistas o ano inteiro e fora do verão tem atrativos especiais


Gruta do Lago Azul é a maior referência sobre a movimentação turística do município. Fabiano Lucas/Setur

A queda de temperatura, característica dessa estação do ano leva as pessoas que saem de férias ou querem curtir um feriado a pensar nas opções dos lugares turísticos. E Bonito, no Mato Grosso do Sul, está entre os destinos preferidos de muita gente.

Para quem vai embarcar para esse paraíso, é bom saber que em Bonito faz-se sol e calor na maior parte do ano. Pode ser visitado o ano todo, mas cada estação tem seus atrativos e encantos.

É por isso que, mesmo nessa época há sempre boa procura dos pacotes para bonito. O local é considerado o paraíso das águas transparentes. As atividades vão das caminhadas por trilhas, cachoeiras, nascentes e poços para flutuação.

Com o clima tropical da região, a temperatura média é de 25 graus centígrados e o ar começa a ficar mais seco nessa temporada.

No outono e no inverno a maioria dos dias também costuma ser quente e mais seco, e à noite a temperatura oscila em torno de 15 graus. Os dias mais frios costumam ser entre maio e agosto.

Sem chuva, os rios ficam mais limpos e a visibilidade da água fica ideal para o mergulho junto aos peixes (e são muitos e de variadas cores) e para fazer a flutuação.

Bonito está a pouco mais de 300 quilômetros de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. O Aeroporto Internacional de Campo Grande recebe, entre outros, os voos semanais da gol.

De lá pode-se fazer a transferência por van, que sai do terminal aéreo, ônibus de linha na rodoviária ou carro alugado.

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO