Guia Grego: O que você precisa saber para estudar na terra de Zeus

Um benefício para quem decidir ir para Grécia é que não há necessidade de visto, desde que a permanência seja de até 90 dias

Quando falamos da Grécia, logo imaginamos monumentos incríveis, deuses que jogam raios do céu e uma ilha paradisíaca, com águas cristalinas e cenário tão branco que parece um comercial de sabão em pó? Mas que tal ir além dos pontos turísticos e fazer um intercâmbio no país de Poseidon? Para quem busca um intensivo de inglês em um destino não convencional e de quebra apreciar um dos idiomas mais belos (e difíceis) do mundo, a cidade de Chalkida é uma excelente escolha. A Trust Intercâmbio e Turismo dá algumas dicas pelas quais a terra do Parthenon é uma excelente opção para estudos:

Fuja do convencional

Para estudar inglês, não necessariamente você precisa ir para um país que o tenha idioma como língua mãe. Um exemplo disso é o programa de intercâmbio oferecido na Grécia. Além de treinar em um ambiente totalmente diferente, você poderá aplicar seu conhecimento em situações variadas. Mesmo que não seja fluente em grego, ser um turista por lá, falando inglês, facilita muito sua vida. Agora, esse você já domina o idioma americano e procura acrescentar mais uma língua em seu currículo, o programa de grego é uma excelente escolha. Imagine ter acesso a tudo isso, somado a estudar em um lugar paradisíaco. Parece uma boa, certo?

A Key 2 Learn oferece diversos tipos de cursos, sejam eles para jovens estudantes, adultos em busca de aprimoramento de língua ou um ensino voltado para o mercado profissional.

Entrando no país

Um benefício para quem decidir ir para Grécia é que não há necessidade de visto, desde que a permanência seja de até 90 dias. O país faz parte do Tratado de Schengen. firmado entre 26 países europeus, ele estabelece a livre circulação para turistas, desde que contratem seguro de viagem. Portanto, você pode visitar qualquer um dos outros locais com apenas um visto.
Divulgação


Para utilizar o trem é necessário ter pelo menos uma pequena noção de grego, já que as estações não costumam ter os nomes traduzidos

Locomoção não é um problema

Seja para estudar ou "turistar", uma coisa é certa: você precisa de um meio de transporte. Aqui surge uma questão: como se locomover? Assim como a maioria dos países Europeus, a Grécia conta com um sistema completo. Para circular dentro da cidade, você pode utilizar ônibus. Entre a população é o meio mais comum. Mas é preciso pesquisar os horários, afinal cada ilha que compõe o país tem o seu itinerário. Os trens, apesar de lentos também são uma ótima opção. Para utilizar, é necessário ter pelo menos uma pequena noção de grego, já que as estações não costumam ter os nomes traduzidos.

Porém o mais comum são as ferries. Nada mais são do que grandes balsas para circular entre as ilhas. Se você alugou um carro durante sua estadia, pode levá-lo com você na ferry. Os valores variam de acordo com a classe escolhida. A maior concorrência das balsas são os próprios aviões, que oferecem preços competitivos para quem viaja de uma ilha para outra.

Custo de vida

A Grécia é um país histórico, lar de um dos dialetos mais antigos do mundo, monumentos e claro, a conhecida mitologia

Apesar de ter enfrentado uma grave crise econômica, a Grécia ainda é considerada uma ótima opção para quem vai trabalhar, estudar ou visitar. Mesmo com inúmeros pontos turísticos e as belas paisagens naturais, o custo de vida grego não é muito alto. Antes de viajar, não esqueça de verificar a cotação da moeda. Na Grécia, a moeda utilizada é o euro. Uma comparação básica para quem ainda duvida: diariamente na Grécia, você irá gastar 40% menos para se manter do que em um intercâmbio para os EUA. É uma grande economia.

Alto índice de belezas naturais

A Grécia é um país histórico, lar de um dos dialetos mais antigos do mundo, monumentos e claro, a conhecida mitologia. Um dos pontos turísticos mais visitados é a Acrópole, em Atenas. Ponto mais alto da cidade, ela teve vários usos: centro político, santuário e fortificação militar. Além disso abriga o famoso Parthenon, templo da deusa Atenas e lar de muitas histórias (já ouviu o conto da Medusa?)

Outro ponto muito importante é Delfos, tido como templo dos adoradores do deus Apolo. O monumento é tão importante que foi nomeado como Patrimônio Mundial pela UNESCO. O lugar abriga um museu arqueológico e o Templo de Apolo.

Lembra lá em cima quando falamos da ilha tão branca que parece um comercial de sabão em pó? Aqui falamos da Ilha de Santorini, um dos cartões postais da Grécia. Além das casas extremamente brancas, ela conta com penhascos de 300 metros de altura. Tudo isso aliado a um mar tão azul que parece irreal. Além de ser uma vila de pescadores, a ilha conta com um museu arqueológico e praias paradisíacas.

(Trust Intercâmbio Cultural e Turismo)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO