Tiroteio em escola deixa 10 mortos na Grande São Paulo

O crime ocorreu por volta das 9h30, quando dois jovens, um de 16 e outro de 25 anos, armados e encapuzados invadiram o local e efetuaram disparos contra os alunos, dispararam flechas e deram machadadas


Há diversas viaturas do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar no local

A polícia confirmou a identidade dos dois atiradores que abriram fogo na Escola Estadual Raul Brasil em Suzano, matando 8 pessoas e que depois se mataram. Os dois também estão mortos. Um deles é Luiz Henrique de Castro, que faria 26 anos neste sábado, 16, e o outro é Guilherme Alan Monteiro, de 17 anos

O comandante-geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Marcelo Salles, confirmou, no começo da tarde, que os dois adolescentes autores dos tiros na Escola Estadual Raul Brasil nesta manhã usaram um revólver calibre 38 e uma arma medieval semelhante a um arco e flecha. Até o momento, pelo menos 10 pessoas morreram no ataque.

A informação oficial, dada pelo comandante da PM, Marcelo Salles, e pelo governador João Doria (PSDB) é de que eles cometeram suicídio.

Imagens das câmeras de vídeo mostram que os dois chegaram em um Chevrolet Onix branco, estacionaram na portaria principal da escola e entraram,um a um, no prédio. Segundos depois estudantes são vistos saindo correndo de dentro do estabelecimento, o que indica que os atiradores chegaram disparando.


Colegas identificaram um dos atiradores que invadiram a escola

Segundo a PM, os atiradores entraram na escola e atiraram na coordenadora pedagógica, em um dos corredores, depois em um funcionário e depois nos estudantes, na cantina. O crime ocorreu por volta das 9h30, quando dois jovens, um de 16 e outro de 25 anos, armados e encapuzados invadiram o local e efetuaram disparos contra os alunos, dispararam flechas e deram machadadas.

Salles disse ainda que os estudantes atacados estavam na hora do recreio. De acordo com ele, os atiradores se suicidaram em um dos corredores da escola. Segundo o policial, há artefatos explosivos dentro do colégio, por isso é fundamental o isolamento da área.

Na parte externa do colégio, o governador de São Paulo, João Doria, disse ter visto hoje as cenas mais tristes da sua vida. Ele cancelou a agenda e seguiu para o local com autoridades de segurança pública e da área de educação do estado.

O crime ocorreu por volta das 9h30. Segundo informações da Polícia Militar, dois adolescentes armados e encapuzados invadiram o local e efetuaram disparos contra os alunos.

Vítimas

No total, 23 pessoas foram encaminhadas a unidades de saúde: Hospital Santa Maria (9), Santa Casa (3), Hospital Luzia de Pinho Mello (2), Hospital Santana (2), Hospital Santa Marcelina (5), Hospital das Clínicas (2).
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO