Ribeirão Ipanema transborda e causa alagamentos

Chuva durou pouco mais de duas horas no fim da madrugada dessa segunda-feira e causou cheia do principal curso d'agua em Ipatinga

A chuva da madrugada dessa segunda-feira (11), fez transbordar o ribeirão Ipanema, em Ipatinga. Em consequência, a parte mais baixa da Vila da Paz, no bairro Cidade Nobre, ficou inundada.

Famílias tiveram que deixar as residências às pressas, por causa da água que subiu rapidamente e atingiu aproximadamente um metro, na rua mais próxima ao leito do ribeirão.

Também a passagem entre o campo do Novo Cruzeiro e o bairro Veneza ficou tomada pela água. Trabalhadores que saíram da Usiminas no começo da manhã e estudantes que usam a ponte do Centro Esportivo e Cultural 7 de Outubro, tiveram que encontrar rotas alternativas. Alguns se arriscaram a passar pelo local, mesmo tomado pela água.

A chuva da madrugada dessa segunda-feira durou cerca de duas horas. A intensidade da precipitação, na cabeceira dos afluentes do ribeirão Ipanema, na serra do Ipanemão e Ipaneminha, fez elevar o volume de água do principal curso d’água em Ipatinga, que transbordou.


Ribeirão Ipanema transborda após chuva da madrugada de 11 de março de 2019


Há previsão de mais chuva, alerta meteorologista

O volume de chuva registrado em Ipatinga, na madrugada desta segunda-feira (11), correspondeu a 90% do que estava previsto para o mês inteiro. Conforme o secretário municipal de Segurança e Convivência Cidadã, Amador Francisco da Silva Neto, apesar da grande precipitação pluviométrica que se verificou no espaço de apenas três horas não foram registrados incidentes de maior gravidade. Contudo, a Defesa Civil atendeu a quatro chamados emergenciais.

Diretor do Climatempo, o meteorologista Ruibran Reis, informou que a chuva intensa se deveu a uma formação atmosférica estática sobre o município. E a população deve estar atenta porque existe a previsão de uma precipitação de 50 a 100 mm para quinta-feira (14) e sexta-feira (15) próximas, em função de uma nova frente fria, adverte a Defesa Civil.

A medição feita pelos pluviômetros da Secretaria Municipal de Segurança e Convivência Cidadã identificou que a maior precipitação pluviométrica desta segunda-feira ocorreu nos bairros Limoeiro (120,2 mm), Bethânia e Canaã (106,8 mm). Nos bairros Bom Jardim e Bom Retiro as precipitações foram de 42,8 mm e 42,6 mm, respectivamente.

Nesta segunda-feira, uma equipe do Departamento de Serviços Urbanos (Desurb), ligada à Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, foi direcionada para a realização de um trabalho de limpeza em pontos mais afetados por acúmulos de lama. Os trabalhos se concentraram especialmente na região da Vila da Paz, junto ao bairro Cidade Nobre, local historicamente afetado por enchentes por se situar bem próximo ao córrego.

De acordo com a administração de Ipatinga, as consequências da chuva só não foram mais desastrosas porque a gestão municipal tem atuado em ações preventivas, desobstruindo bocas de lobo e galerias em várias regiões. Uma das mais medidas adotadas recentemente foi a retirada de densas barreiras de lama, entulhos e vegetação nas galerias do córrego Taúbas próximo à área da feira, entre os bairros Canaã e Cidade Nobre, o que impediu o represamento do curso d’água no local onde o temporal foi mais forte.

Alex Ferreira

Ribeirão Ipanema subiu mais de dois metros nesse trecho da ponte do CEC 7 de Outubro

Comentários

Ruiberg Menezes Miranda 11 de Março, 2019 | 17:04
mas ai a prefeitura ja deu jeito quando tirou os moradores dai a 21 anos atras e os levou para o bairro planalto 2 . ai esta normal pois ninguém estará desabrigado pois não a morador ai. Rui Miranda do posto de saude do Veneza.
Palhao 11 de Março, 2019 | 08:25
A Natureza tem que gritar mesmo, existem alguns seres humanos que ate hoje não aprenderam onde se joga lixo. Este ribeirão vive veio de carroceiros próximo a Manaain jogando entulho. o povo mete lixo nos bueiros, ruas, rios mais não mete o lixo no cesto.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO