Estacionamento Rotativo em Ipatinga entra em vigência nesta segunda-feira

Caso o usuário exceda o tempo limite de duas horas, ele será notificado. Caso não resolva, penalidade pode ser remoção do veículo e multa

Reprodução


Aplicativo para utilização do novo sistema de estacionamento já pode ser baixado
A partir desta segunda-feira (11), condutores de veículos devem ficar atentos ao estacionar no Centro de Ipatinga. Entrará em vigor o novo sistema de estacionamento rotativo, para o horário comercial, ou seja, de segunda a sexta-feira, de 8h as 18h, e aos sábados, de 8h as 12h.

O não pagamento e o descumprimento de outras exigências podem acarretar em notificações e até mesmo multas ao motorista infrator. Os créditos para o estacionamento rotativo podem ser adquiridos de quatro modos: aplicativo; pontos de vendas credenciados e identificados; monitores e site.

O aplicativo 'Zona Azul Central Park' está disponível na Play Store (android) e APP Store (iOS). Com ele, o usuário poderá se cadastrar e adquirir horas pelo cartão de crédito. Nos pontos de vendas ou com os monitores, o condutor também poderá comprar créditos para horas avulsas ou adquirir créditos para o aplicativo. O site zonaazulcentralpark.com.br é destinado a realizar cadastro e compra de créditos. Os créditos inseridos no aplicativo não expiram.

O tempo máximo para a ocupação do usuário em uma mesma vaga é de duas horas. Para ocupar a vaga por meia hora o custo é de R$ 1, por uma hora o valor é de R$ 2, e, para duas horas o condutor pagará R$ 4. De acordo com a empresa Central Park, vencedora da licitação do sistema rotativo, se o usuário inserir crédito via aplicativo para uma hora e ficar apenas 10 minutos, por exemplo, o tempo em valor será devolvido ao seu CPF.

Ao fim do tempo máximo estacionado em uma vaga, o motorista deverá retirar o veículo e esperar 10 minutos para ocupar outra vaga.

Algumas vagas serão destinadas para o estacionamento de longa permanência. Nestas vagas, localizadas no Novo Centro, será permitido estacionamento durante todo o horário comercial.

Já publicado:
Estacionamento rotativo começa a funcionar na segunda-feira, 11

Infração de trânsito

Caso o usuário exceda o tempo limite de duas horas, ele será notificado e terá um prazo de até três dias para pagar a taxa de regularização, que custa R$ 22. A notificação será realizada pelo monitor, pelo sistema Optical Character Recognition (OCR), o qual transmitirá as imagens em tempo real para o agente de trânsito que possui competência legal para lavrar a autuação, em uma central de controle operacional.

A notificação será impressa e deixada no veículo. O condutor deverá se dirigir ao escritório da empresa localizado na avenida Zita de Oliveira Soares, 294, Novo Centro, para regularizar a sua situação. Se o condutor não efetuar o pagamento da taxa de regularização dentro do prazo, ele estará sujeito às sanções.

De acordo com o Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG), estacionar em desacordo com a regulamentação do estacionamento rotativo é infração de trânsito média, com cinco pontos na CNH e multa de R$ 195,23. Além disso, o motorista corre o risco de ter o carro rebocado após o vencimento das duas horas de ocupação de uma mesma vaga.

Comentários

Nay 18 de Março, 2019 | 20:49
Agora posso ir no centro, pois vou achar vaga. Antes, um terror, flanelinha por todo lado, sem vagas pra estacionar, ou estacionamento privado, que não é barato.
Guilherme Salgado 12 de Março, 2019 | 17:09
Ridículo, mais acho bom por que apesar do município querer tirar mais dinheiro da gente cobrando taxas de estacionamento, nós deveríamos parar de ir ao centro, por causa da cobrança de estacionamento e fazer com que o comércio feche por não ter ninguém indo até lá no centro, com medo de receber multa por causa de um estacionamento
Palhao 12 de Março, 2019 | 09:33
Agora a gente acha vaga ali na praça 1º de maio p estacionar as motos, por que os moto taxistas invadiram ali de uma forma ridícula. Fiscalizem o local, se não será em vão.
Ana Luisa 12 de Março, 2019 | 08:40
Eu concordo que tem que ter o rotativo. O pessoal vai trabalhar de carro, estaciona o carro no centro 8 horas da manha e somente retira as 19 horas. Quem precisa comprar como faz??? O problema é que já começaram a cobrar uma taxa alta...
Gostaria de saber quais providências serão tomadas para devolverem o dinheiro de quem tem cartão e talão de estacionamento das outras duas tentativas fracassadas de implantação do rotativo de Ipatinga.
Csar 12 de Março, 2019 | 05:55
Palhaçada ne paga pro um local público q ja pago no ipva taxa de licenciamento alem de tudo se seu carro vor roubado e problema seu..kkkkkk
Araujo 11 de Março, 2019 | 21:11
Nova forma de faturar desses infelizes
Batalha 11 de Março, 2019 | 18:51
Vejo um grande problema no valor que será cobrado R$ 4,00 por 2 horas e muito caro.
Visto que no Shopping o valor e R$ 6,00 por 4 horas. O centro vai fica deserto após essa péssima decisão do executivo municipal.
Faltou diálogo com a sociedade ipatinguense que é quem paga a cota.
Boneca 11 de Março, 2019 | 15:06
O povo reclamando que pagaram 22 reais, mais gente teve anuncio ate na bunda de quem passava que era para baixar o aplicativo. Minha cunhada pagou 2 reais hoje, estacionando la na Rua Varginha.
Clia 11 de Março, 2019 | 12:28
Nova forma de roubar do povo manter um veículo nos dias atuais já tá difícil com gasolina a preço de ouro(vergonha)
Estanislau Flavio de Assuncao da Costa 11 de Março, 2019 | 09:54
OTIMO!
Assim vendedores de carro nao ficam ali tomando vagas pelo dia todo.
Agora e preciso tambem autuar vendedores ambulantes que ocupam vagas de veiculos.
Eduardo 11 de Março, 2019 | 07:33
Sou de Ipatinga, porém resido em outra cidade.
Na cidade em que resido tem o aplicativo para esta necessidade, porém o valor é a metade do que será cobrado em Ipatinga.
É uma vergonha iniciarem com este valor.
Ramisses 11 de Março, 2019 | 07:13
O que temos que pensar é que, grande variedade de produtos podemos comprar pela Net e muitas vezes com frete grátis. Para outras compras devemos usar o comércio nas imediações de nossas casas. Pra quem trabalha no centro seria viável ir de bus, mas algumas linhas tem ônibus chegando ao centro muito cheio e não vão comportar mais passageiros pra um horário específico. Vai ser uma bagunça. É melhor deixar aquele centro deserto mesmo. Assim que o fluxo de pessoas diminuir, o centro será frequentado por usuários de drogas e a violência vai aumentar com roubo e pequenos furtos. O comércio vai acabar fechando as portas. Espero que haja uma solução com preço adequado pra quem trabalha e fica o dia todo no centro.
Edmar 10 de Março, 2019 | 16:49
bpa tarde .
os moto tax ,tomaram as vagas para quem vai de moto. agora deste jeito e so o pessoal parar de ir ao centro e comprar pela internete ,paga frete mas, nao paga multa
Tarcizio Vieira de Carvalho 10 de Março, 2019 | 14:45
Ir ao centro agora nem por extrema necessidade. Fim do comercio neste local.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO