Dicas para trabalhar com a Educação em Tempo Integral

Até 2024, 6% das escolas públicas devem se adequar a essa modalidade

Divulgação


Diferente do que se imagina, educação integral é diferente de escola em tempo integral

A educação em tempo integral, desde 2014, faz parte do Plano Nacional de Educação. De acordo com o planejamento realizado, ao menos 6% das escolas públicas do Brasil deverão atuar com a educação integral, período contabilizado a partir da sua aprovação.

Diferente do que se imagina, educação integral é diferente de escola em tempo integral. A primeira corresponde a busca por uma formação que inclua diferentes dimensões do desenvolvimento humano, como o aspecto intelectual, cognitivo, cultural, emocional e social.

Para atingir esse nível educativo, as instituições passam a ampliar o período do aluno na escola, o que implica a instalação da escola em tempo integral. Se você tem interesse em trabalhar com a educação integral, confira algumas dicas:

Instalações físicas

O espaço físico da escola deve atender as necessidades dos alunos e as novas demandas da educação integral com escola em tempo integral. Será importante que a instituição disponha de ambientes para realização de atividades lúdicas e esportivas, local para hora do sono, banheiros adaptados, refeitório e cozinha, dentre outros. Na maioria dos casos, a escola não tem a infraestrutura ideal, mas realiza adaptações gradualmente.

Equipe em sintonia

Coordenação, gestão, professores e demais funcionários devem estar em sintonia para implementação da educação integral. Esse trabalho em equipe é importante ao longo de toda atuação da instituição, no entanto a implementação dessa nova abordagem exige uma união entre os profissionais, já que é uma situação nova que nem todos estão acostumados.

Família e escola

A parceria família e escola não deve ser deixada de lado durante a educação em tempo integral. É comum os pais deixem de acompanhar o aprendizado dos filhos e deleguem a responsabilidade às escolas. No entanto, a família deve continuar envolvida no processo educativo, atitude fundamental para potencializar o desenvolvimento infantil.

Qualificação profissional

A pós-graduação em Educação em Tempo Integral possibilita que o profissional conheça o modelo de educação integral, aprenda técnicas e estratégias para atuar nesse segmento. Adquirir esses conhecimentos é importante para os educadores compreenderem as diferentes demandas existentes na modalidade.

O curso possui duração média de 18 meses. Interessados podem conseguir uma bolsa de estudo e realizar a especialização com descontos nas mensalidades. Basta acessar o site do Educa Mais Brasil, clicar em pós-graduação, informar a cidade e o curso. Clique em 'Quero esta bolsa' quando encontrar a opção ideal e realize o cadastro gratuito.


(Agência Educa Mais Brasil)

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO