Por que o ensino do inglês não decola no Brasil?

O Brasil é um país muito rico e tem todas as condições de crescer, outras nações que tomaram o rumo do desenvolvimento investiram sério na educação

Divulgação/Universia


Eis um tema que vale a pena discutir. Por que o ensino do inglês não decola no Brasil. Os motivos são vários e atitudes são necessárias para se tomar de uma forma urgente. O Brasil é um país muito rico e tem todas as condições de crescer.

Cabe a cada um de nós cobrar das autoridades atitudes e tirar o país do fundo do buraco. Fazer aula de inglês particular é mais do que necessário para dar um pontapé inicial para esta mudança de cenário.

O ensino de inglês no Brasil não decola por absoluta falta de investimento e interesse por parte das autoridades, e até mesmo da sociedade. As pessoas precisam cobrar a cada instante melhorias para o setor educacional. As escolas são essenciais para a formação de futuros engenheiros, médicos, arquitetos, advogados, profissionais da área de marketing, jornalistas, e muito mais.

O que fazer para transformar o Brasil em uma potência mundial?

Para transformar o Brasil em uma potência mundial, precisamos nos conscientizar a respeito da importância da educação não apenas para os jovens, mas para a população de um modo geral. Os brasileiros em sua grande maioria não conseguem interpretar um texto simples e são muito ruins de matemática.

Podemos citar um país como a Coreia do Sul que é bem pequena, e é um dos modelos mais importantes do mundo no tocante a educação, segurança e saúde. Eles investiram pesado em educação e formaram grandes profissionais. A Coreia ainda tem espaço para crescer e muito, e com certeza conseguirão ótimos resultados no futuro.

O Brasil precisa deste choque de realidade como a Coreia fez, e muito bem. Pode ter certeza que se houver determinação por parte dos políticos e boa vontade da população, tudo pode ser mudado. O governo não é 100% responsável pela má educação, o povo também tem a sua parcela de culpa.

O inglês não decola exatamente pela falta de investimento no setor, e a falta de interesse por parte das pessoas. A maioria dos profissionais só vão procurar um professor de inglês quando se faz absolutamente necessário. Um estudante procure ajuda por fora quando suas notas estão ruins – esta é outra realidade muito triste.

Para você que está neste barco furado, creia que pode sair dele se souber usar os recursos que a tecnologia oferece. Você poderá falar inglês com rapidez se tiver disciplina e maturidade para mudar esta situação.
Crie o seu plano de estudos e procure melhorar a cada dia. Faça tudo por fora da escola, pois, a maioria dos colégios brasileiros são de má qualidade. Cabe a você fazer a sua parte.

Comentários

Brasileiro Autntico 01 de Março, 2019 | 13:51
Quer saber por quê o Inglês não decola no Brasil? Pelo mesmo motivo que o Português não decola na Coreia do Sul ou o Coreano não decola nos Estados Unidos. Simples assim!
Na Coreia do Sul pouco mais de 40% segue o catolicismo, mesmo assim a cultura foi fortemente influenciada pelo budismo, taoismo e confucionismo. Isso quer dizer que o povo raciocina antes de tomar decisões. O arroz é a produção agrícola mais importante, suficiente para alimentar toda a população e negociar com países orientais vizinhos, na mineração destaca-se o carvão mineral e o volfrâmio. O potencial hidrelétrico favoreceu o crescimento industrial. A Coreia do Sul é o mais forte dos tigres asiáticos por causa do seu crescimento industrial. E a língua falada na Coreia do Sul é a língua coreana. Muitos coreanos estudam em países com língua inglesa, pra facilitar a exportação de jovens talentos e realizar comércios com outros países.
Como podem ver crescimento e investimento andam juntos, da mesma forma que educação e interesse, porém ninguém é obrigado a aprender aquilo que não se tem interesse em usar.
Desde o início da minha educação tentaram de todas as formas introduzir o inglês na minha vida. Dizia na época e continuo a dizer hoje, não tenho a intenção de fazer engenharia ou turismo, não pretendo abandonar o meu país pra tentar a sorte onde não me querem.
Tenho orgulho de ser brasileiro e quero continuar assim, com o meu belo e valoroso Português.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO