Jovem tem os dedos decepados com facão em tortura no bairro Judith Bhering

Vítima foi atacada por um grupo de adolescentes, segundo a PM, a mando de um traficante de Coronel Fabriciano, recolhido à prisão

Google


A sessão de tortura aconteceu em uma casa nesta rua, no bairro Judith Bhering
Com atualização de dados às 17h40
O 58º Batalhão da Polícia Militar desencadeou, na madrugada desta terça-feira (12) uma operação para prender os criminosos que torturaram e ainda deceparam, com um facão, os dedos da mão de um jovem. Todos os envolvidos foram identificados e apreendidos ainda na parte da manhã. Os investigados são seis adolescentes, com idades de 14 a 17 anos, apreendidos na ação da PM.

Na sequência da operação, também nesta terça-feira, policiais realizaram a prisão de mais um envolvido no crime e, com a ajuda de cães farejadores, apreenderam cinco barras de maconha, pensando cerca de cinco quilos. A droga estava enterrada em uma área de vegetação, à margem do bairro Judith Bhering.

O Diário do Aço apurou que tudo começou na rua Coríntios, no bairro Judith Bhering, na noite de segunda-feira (11). O caso, entretanto, só foi descoberto mais tarde, quando a Polícia Militar foi informada que uma pessoa deu entrada no Hospital Dr. José Maria de Morais com ferimentos graves. No hospital, policiais encontraram W.J.O.A., de 19 anos, que estava com três dedos da mão esquerda amputados. Apesar dele ter sido vítima de uma ação criminosa, o jovem não pretendia acionar a polícia e, inicialmente, não queria revelar os nomes dos agressores.

W.J. confirmou que foi atacado quando saiu de casa para comprar cigarros, na noite passada. Ele explicou que foi cercado pelos menores infratores e obrigado a acompanhá-los até a casa de um dos envolvidos , todos em bicicletas.

Na residência, os criminosos acusaram W.J. de fazer “certas coisas” no bairro e que precisaria “ser cobrado” pelo vacilo. Um dos criminosos fez contato telefônico, a princípio, com um traficante que se encontra preso, e recebeu a ordem para cortar a mão de W.J. como punição pelo “vacilo” na comunidade.

Na sequência da operação, policiais apreenderam cerca de 5 quilos de maconha, droga que pertence ao bando envolvido no crime de tortura

Antes da amputação, W.J. passou por uma sessão de tortura, agredido violentamente com socos e chutes e, em seguida, teve decepados três dedos da mão esquerda. Toda a sessão de tortura durou cerca de 40 minutos, sempre na mira de armas de fogo. Após as agressões, os criminosos mandaram a vítima sair correndo.

Apuração

Os policiais apuraram que a ação partiu de uma organização criminosa comanda por irmãos envolvidos com o tráfico de drogas ilícitas na região do bairro Caladão. A facção seria responsável por diversos crimes em Coronel Fabriciano, entre eles, tentativas de homicídio e assassinatos, ocorridos nos últimos anos no município.

A polícia acredita que o motivo da tortura contra W.J. deve-se ao fato de ele ser suspeito de envolvimento em vários furtos e roubos de celulares, o que atraía a presença da PM e atrapalhava os negócios da organização conhecida como “Bonde do Manoel Maia”. O chamado “Patrão”, mesmo de dentro da cadeia, determinou a punição a W.J., com o corte da mão.

Operação da PM

O tenente Noé, após as informações apuradas, desencadeou uma operação para prender os autores da tortura. Os adolescentes perceberam a aproximação da PM e saíram correndo, mas acabaram cercados e apreendidos. Na casa onde ocorreu a agressão, o chão da cozinha estava com manchas de sangue. Um caixote de madeira, usado para apoiar a mão da vítima na hora do golpe com facão, também tinha manchas de sangue.

Em um dos quartos a PM localizou cartuchos de arma calibre 9 mm, em meio às roupas em guarda-roupas. Os policiais recolheram também buchas de maconha que foram encontradas no lote em frente à casa onde ocorreu a tortura. Os menores infratores foram encaminhados para a delegacia de Polícia Civil com os objetos apreendidos. As polícias Civil e Militar realizaram, nessa terça-feira, uma ação para que os adolescentes envolvidos fossem todos internados em vagas do sistema socioeducativo.

Comentários

Curto e Franco 13 de Fevereiro, 2019 | 09:49
sao bandidos contra bandidos , que continuem assim , um engolindo o outro
Sergio Mouro 13 de Fevereiro, 2019 | 07:24
Agora o baguio ficou louco no morro, o chefao vai se ferrar , crime de tortura nas costas dele, os menores cortado de dedos se fuderam pois pegaram o cara errado , o wja ficou sem os dedos que provavelmente estao infiados no ********* da ex sogra e. Ex namorada ,
Bolsonaro 13 de Fevereiro, 2019 | 00:16
Nao tenho nada aver com isso vcs jah ouvirao o audio que foi vazado a ex dele falando que foi o irmao dela que roubo e falo que era ele c e verdade nao sei mais o audio esta rolando e ela vai c chamado pra da escrarecimento
Senhor da Verdade 12 de Fevereiro, 2019 | 23:30
Já tem um áudio rodando ai que tudo foi feito por engano, que foi por uma mentira contada pelo ex-cunhado dele.
Quero ver se quando a verdade vir à tona qual será a reação. Não estou defendendo bandido, sabemos que provavelmente, para chegar a esse ponto o W.J. num é flor que se cheira não, mas os bandidos de tão burros que são pegaram o "cara errado" e se dizem estar arrependidos.
Observador 12 de Fevereiro, 2019 | 23:09
e os contatos feitos de dentro do presídio??? mudou a direção e a bagunça voltou??? quando haverá uma batida nas celas? e este celular do chefão??? quem levou? quem deixou entrar? Com a palavra, o MP!
Malakai 12 de Fevereiro, 2019 | 21:07
Coloca o Brandiao, juliano,didi,rafael numa s10 dessa e deixa eles trabalhar quero ver menor meter o loko
Bambu 12 de Fevereiro, 2019 | 17:14
N pode ter dor n muita gente fala que e covardia mas n ver oq eles fazem oprimindo morador e trabalhadores q são pessoas de bem entrando dentro de casas e roubando as coisas q muitos lutam com dificuldade para conquistar, e tem esse primo dele q tem vulgo de gambá essa semana passada entrou dentro dentro CS de uma senhora de 74 anos amarrou a idosa amarrou a boca e a cabeça da senhora bateu na velhinha e ainda levou dinheiro e pertence da velha isso ninguém acha q e uma covardia n pego um senhor de idade em Timóteo roubou o carro do senhor aposentado cadeirante bateu muito nele e ND e feito eu achei foi bom tinha q corta as duas mãos pra nunca mais mecher né ND do Soto sem falar né vários outros telefone e etc isso e revoltante achei foi bom ter feito isso e n tenho dor nenhum muito certo oq fizeram com ele polícia prende no outro dia tá solto fazendo o msm já virou moda perde né um dia no outro tá solta pra fazer o msm bato palmas pra quem deu o corretivo parabéns c fizer de novo espero um corretivo melhor c tiver a próxima vez roubo alguém tem q cobrar por q a justiça n dar conta desses capeta n no mais agradecido por quem fez e teve essa atitude espero que serva de exemplo prós outros..
Deus Transforma e Salva 12 de Fevereiro, 2019 | 15:54
É o mundo de hoje esta de assusta com tanta violência em meio as cidades e os menores cada vez mais entra nesta vida,de crime e cada dia ta ficando pior as vez tinha que acabar com a lei de menor idade pq ai todos pensava antes entra nesta vida crime (todos tem que ser de maior para pagar pelos seus erros.
Sabonete 12 de Fevereiro, 2019 | 15:49
SR. BOLSONARO....O SR. ESTÁ TOTALMENTE EQUIVOCADO....SÃO ESSES ROUBOS QUE ALIMENTAM O TRÁFICO SIM....SÓ COBROU O VACILO DO W.J. PORQUE ELE ESTAVA FAZENDO `` CERTAS COISAS`` NA COMUNIDADE...QUER DIZER ENTÃO QUE NA COMUNIDADE DELES NÃO PODE.?...MAS NA MINHA CASA PODE....NA SUA CASA PODE...EM OUTRAS COMUNIDADES PODE ?? COMO SE DIZ O VELHO DITADO....PIMENTA NO RABO DOS OUTRO É REFRESCO....
Bolsonaro 12 de Fevereiro, 2019 | 13:36
Não apoio nenhum tipo de crime mas os amigos estão lá no cantinho deles , vendendo o joguinho deles. Vai quem quer não mexem com ninguém. Agora o tal do ladrão é um bixo safado tiram um objeto de uma mocinha , de um trabalhador e se possível tiram lhe a vida.
invadem casas. escolas e até igrejas pra roubar. E o pior os ladrões do vale do aço roubam seu próprio território, isso é que dá, vai roubar mais
Profeta 12 de Fevereiro, 2019 | 12:47
Vida do crime é isso mesmo. Mas ainda está vivo, pela graça de Deus. Venha para Cristo o quanto logo, meu amigo. Já está tarde! Arrependa-se de seus pecados e creia tão somente no SENHOR Jesus Cristo e tu serás salvo!
Sabonete 12 de Fevereiro, 2019 | 10:59
ISSO SIM É O PODER PARALELO....! ONDE O ESTADO NÃO ESTÁ PRESENTE, O PODER PARALELO É QUEM COMANDA. BAIRRO JUDITH BHERING, CONHEÇO ESSE LOCAL DESDE QUANDO SURGIU....BAIRRO ESQUECIDO PELAS AUTORIDADES DE CORONEL FABRICIANO, FREQUENTADO POR POLÍTICOS SOMENTE NO PERÍODO DAS ELEIÇÕES...É UM BAIRRO POBRE, MAS COM MUITAS PESSOAS TRABALHADORAS E HONESTAS. PEÇO AO PREFEITO E VEREADORES E OUTRAS AUTORIDADES QUE OLHEM NÃO SÓ PARA O JUDITH BHERING, MAS TAMBÉM PARA O MANOEL MAIA, PRIMAVERA E CALADÃO.....
Mateus Souza 12 de Fevereiro, 2019 | 10:53
Vão ficar presos. Vagas de internação já foram disponibilizadas. O apoio da comunidade com denuncias é fundamental no combate ao crime organizado, a Polícia Militar e Policia Civil realizaram excelentes trabalhos se a comunidade denunciar, lembrando que pode ser anonimamente, via 190, 181.
Bin Laden 12 de Fevereiro, 2019 | 10:33
esse manoel maia ta dificil de aturar esse tiliza bota o terror e ninguem faz nada.
Pedrin Perito 12 de Fevereiro, 2019 | 10:15
Como é que essa " vitima" vai roubar celular agora? Acho que os agressores e o Estado devem indeniza lo,ou,se possível aposenta lo igual fizeram com Luis Inácio !!
Palhao 12 de Fevereiro, 2019 | 09:17
O pior e que hoje esses MENORES vão esta na rua, se acham mais perigoso que o trem ruim. Os maiores, ja sacaram que os menores nunca ficam presos, e pagam caro para ter um junto a eles. Se nossas leis, fossem como nos EUS, tenho certeza que jovens não entrariam nesta "vida" que chamam de "loka". Coronel Fabriciano também esta de assustar, todos os dias nas paginas policias, Dr. Lemos deveria era voltar a ativa isto sim.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO