Fevereiro no Contém Cultura

Espaço cultural apoiado pela Cenibra divulga a programação do mês

O Contém Cultura em Ipaba vai exibir na quarta-feira (6), às 18h30, o drama ‘Depois de tudo’, que conta a história de amigos que curtem muito rock e as noitadas no Madame Satã. Uma fatalidade afasta os dois, e o seu reencontro marca o início do filme.

A comédia ‘Gosto não se discute’ será exibida sexta-feira (8), às 18h30. O filme retrata a decadência do chef de um restaurante que perde clientes para a concorrência por não inovar em seu empreendimento.

Dia 9, às 17h, o Contém Cultura vai mostrar ‘Linda de morrer’, comédia sobre uma cirurgiã plástica que morre após operar a si mesma. Com a ajuda de um médico, ela ressuscita e provoca um rebuliço.

O drama ‘Prova de coragem’ estará na tela do Contém Cultura no dia 13, às 18h30, contando a história de um médico alpinista que vai se aventurar em uma montanha na Terra do Fogo, mesmo sabendo que a esposa vai ter um bebê.

Divulgação/ACS CCI


O público de Ipaba prestigia as sessões de cinema no Contém Cultura
O filme ‘Viajo porque preciso, volto porque te amo’ mostra uma viagem que afasta pessoas que se amam, e será projetado no dia 15, às 18h30.

A comédia ‘O roubo da taça’ vai à tela no dia 16, às 17h, destacando confusões provocadas pelo roubo de uma taça na CBF.

Outra comédia, ‘Se eu fosse você 2’, será projetada no dia 20, às 18h30, mostrando a troca de papéis entre casal Claudio e Helena, que vivem conflitos permanentes.

O drama ‘País do desejo’ será mostrado dia 22, às 18h30, mostrando a história de uma pianista que luta contra uma doença crônica nos rins.

O documentário ‘Lixo Extraordinário’ volta ao Contém no dia 23, às 17h. O trabalho revela a genialidade do artista plástico Vik Muniz, que retira do lixo a matéria-prima para o seu trabalho.

O Contém Cultura encerrará a programação do mês de fevereiro no dia 27, às 18h30, com a comédia ‘Meu passado me condena 2’. A tentativa de salvar um casamento com uma viagem ao exterior é o mote do filme.

Luciana Profiro, proponente do Contém Cultura, cita Nietzsche para destacar a importância da sala multicultural nas comunidades de Periquito e Ipaba.

“A arte existe para que a verdade não nos destrua. Nós precisamos do cinema, da literatura, de todas as formas de expressão artística e cultural, que sempre vão encontrar um espaço no Contém Cultura. Essa necessidade justifica o Contém Cultura em Periquito, Ipaba e, em breve, na cidade do Bugre”, arremata Luciana.

O Contém Cultura é patrocinado pela Cenibra, via Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO