Homem esfaqueado em discussão com a companheira em Ipatinga

Briga do casal teria começado por ciúmes e a acusada foi presa no bairro Iguaçu após fugir do Morro São Francisco, no bairro Bethânia

Enviada para o WhatsApp Portal Diário do Aço


A vítima da facada é atendida pelo Samu e encaminhada depois para a Upa, no bairro Canaã

A Polícia Militar registrou no fim da noite desta quarta-feira (9), uma ocorrência de lesão corporal envolvendo um casal, em Ipatinga. A vítima, Erik Bruno Oliveira Gomes, de 31 anos, foi esfaqueado pela sua companheira de 13 anos de convivência, Marcilene Fernandes Lopes Paula, de 37 anos. Ela foi presa pela Polícia Militar após fugir do local do crime, ocorrido na rua Saigon, no Morro São Francisco, bairro Bethânia.

A vítima relatou que a discussão começou ainda na rua, quando Erik chamou a mulher para ir embora. Já em casa, o atrito do casal continuou e a Marcilene teria dado um tapa no rosto do marido. Erik alega, após falar para a amásia que “seu rosto não era pandeiro”, ter ido para o quarto para arrumar as malas e ir embora da residência.

Assim que Erik retirava as roupas do guarda-roupa, segundo sua versão para a PM, ele foi surpreendido pela mulher armada com uma faca gritando “você vai morar com aquela vagabunda”. Ela desferiu um golpe nas costas da vitima, que mesmo ferida, saiu correndo para a sala onde caiu. A acusada trancou a casa e fugiu em um Ford Ka.

Após a vítima esfaqueada ser socorrida pelo Samu e encaminhada à Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), as equipes da Polícia Militar iniciaram buscas para abordar a acusada no carro. O veículo dela foi encontrado pelos integrantes de uma viatura da PM estacionado na rua Pérola, no bairro Iguaçu. Logo em seguida, localizada também a motorista.

Marcilene se defendeu alegando que esfaqueou o companheiro porque teria sido agredida, contudo segundo os policiais a mulher não apresentava sinais de agressão. Ela acabou contando outras versões, contraditórias em um primeiro momento, que a levaram esfaquear Erik, além de não explicar os motivos de não acionar a polícia após ser violentada pelo seu amásio.

A perícia da Polícia Civil recolheu a faca usada na agressão, encontrada atrás de um aquário no imóvel do casal. Marcilene foi presa pelos policiais militares e conduzida para o plantão da 1ª Delegacia Regional de Ipatinga para prestar esclarecimentos.

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO