Mãe de jovem com paralisia cerebral tem a luz da casa cortada

O peso maior nas contas mensais é com as despesas médicas, pois Josiane precisa de tratamentos em São Paulo

Wôlmer Ezequiel


Marilda Aparecida de Carvalho relatou as dificuldades enfrentadas

A luta da dona de casa, Marilda Aparecida de Carvalho, de 46 anos, parece não ter fim. Além de cuidar da sua filha, Josiane Carvalho dos Santos, de 23 anos, que tem paralisia cerebral, a moradora do bairro Bom Jardim, em Ipatinga, enfrenta dificuldades financeiras e teve o fornecimento de luz da sua casa suspenso, por causa de contas pendentes. Mais uma vez a ipatinguense apela à solidariedade e pede ajuda.

Em entrevista ao Diário do Aço, a dona de casa contou que recebe apenas uma pensão do seu marido falecido, no valor de um salário mínimo, e uma ajuda financeira do governo municipal. O peso maior nas contas mensais é com as despesas médicas, pois Josiane precisa de tratamentos em São Paulo.

Devido às dificuldades financeiras, com as despesas, as contas da residência se acumularam e Marilda não conseguiu quitá-las. Com isso, na terça-feira (27), a energia elétrica da sua residência foi cortada. “Não posso ficar sem luz. Minha filha precisa fazer nebulização, senão piora o estado de saúde dela. Por isso que preciso de ajudar para pagar essas contas atrasadas”, contou.

Diplegia

Conforme Marilda, sua filha nasceu com paralisia cerebral, conhecida como diplegia, e tem limitações em seus membros e dificuldade para falar. No entanto, a família morava antes em São Paulo e Josiane tinha acesso ao tratamento com mais facilidade. Quando se mudaram para Ipatinga, em 2008, a situação começou a ficar mais complicada, relata a mulher. “Lá em São Paulo, ela fazia uma espécie de ultrassom na cabeça, já aqui na cidade não tem esse tipo de exame, por isso que, direto, temos que viajar para a capital paulista. Além disso, tenho que arcar com remédios e produtos de higiene”, explicou.

Doações

Os interessados em fazer algum tipo de doação, em dinheiro, podem depositar na conta 00054950-1, agência 2332, operação 013, beneficiária Marilda A. Carvalho, na Caixa Econômica Federal. Ou então, podem contribuir com doações de produtos de higiene ou alimentos. Para mais informações, os interessados podem entrar em contato pelos números (31) 98541-5562.

Comentários

Gilberto dos Reis Vidal 01 de Dezembro, 2018 | 20:32
ENGRAÇADO , OUÇO DIZER QUE ALGUMAS PREFEITURAS E CAMARAS MUNICIPAIS ESTAO NEGATIVADOS COM A CEMIG HA ALGUNS MESES E PORQUE NAO DIZER ANOS. EU AINDA NAO LI NENHUMA REPORTAGEM DIZENDO QUE CORTARAM A ENERGIA DE ALGUMA PREFEITURA. OU CAMARA , A CORDA SEMPRE ARREBENTA DO LADO MAIS POBRE... FAZ UM GATO AI SENHORA .... E PROCURA O MINISTERIO PUBLICO...TURMA DE COVARDES , VEM CORTAR AQUI EM CASA COMIGO AQUI , DUVIDO QUE CORTEM , CORVADES , ENTREGO AS PREFEITURAS E CAMARAS QUE ESTAO DEVENDO A ANOS, E ELES A CEMIG NAO FAZEM NADA.....
Joanas 01 de Dezembro, 2018 | 09:58
Infelizmente direito humanos so defende bandidos.e um orgao que age como fosse uma associacao de advogados exclusiva pra defender bandidos.
Luciano Paiva. 01 de Dezembro, 2018 | 09:54
Eu quando vejo uma reportagem como essa eu choro..Sabem porque ? Porque eu vejo uma empresa que nem a cemig reportar uma noticia que obteve tantos milhões de lucro.e vai lá e corta o fornecimento de energia de uma pessoa necessitada como essa. eu estou escrevendo esse comentário chorando,,porque eu vejo no mesmo noticiário que reporta o lucro da CEMIG é o mesmo que reporta o lucro dos bancos milhões e milhões a cada semestre..é o mesmo que reporta que um político sem escrúpulos recebe trinta e très mil reais por mês e ainda tem auxilio moradia auxilio disso auxilio daquilo.Deixo aqui o meu repúdio pra esse ser desprezível que se intitula ser humano e no entanto não segue o propósito para o qual foi criado por DEUS que o de ajudar o próximo..
Barrabas 01 de Dezembro, 2018 | 09:53
E meu amigo lele se fosse pra pedir votos todos estaria la.mas como nao e epoca de eleicao eles nao aparece.
Ronaldo 01 de Dezembro, 2018 | 09:53
Enquanto os politicos roubam nosso pais, nos envergolham la fora, deixam familias como esta a merce da propria sorte e pra piorar hes cortam direitos basicos. Isso pra mim esta e a pior pena de morte que um ser humano pode ser setenciado. O descaso do governo federal, estadual, municipal, grandes empresarios, e igrejas que so sabem falar frazes de acalentos, mas na hora de enfiar a mao no bolso, so si for tirar pedido de doacao.
Lel 01 de Dezembro, 2018 | 08:15
Kd os nossos representantes nesse momento?Defensoria pública, comissão de direitos humanos,prefeitura, vereadores,assistência social e etc...

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO