Comissão de aposentados cobra complementação em Timóteo

Ao fim da reunião com os representantes dos aposentados, o prefeito Douglas Willkys reiterou o compromisso assumido de cumprir a determinação judicial

Divulgação


Reunião terça-feira (28), que começou na porta da prefeitura, tratou do pagamento das complementações para aposentados

O pagamento da complementação para os inativos do serviço público municipal em Timóteo foi tema de encontro essa semana de uma comissão de aposentados com o prefeito Douglas Willkys (PSB). Os representantes da Associação dos Aposentados e Pensionistas do Município e da Câmara de Vereadores foram discutir, com o chefe do Executivo, as complementações salariais, cujo pagamento foi suspenso na Justiça por meio de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) proposta pelo Ministério Público em 2014.

Em julgamento em plenário, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), entendeu que a complementação sem a devida contribuição ao fundo previdenciário é inconstitucional, mas as complementações são devidas aos servidores que já se aposentaram mesmo sem a implantação do regime próprio de previdência nos municípios.

Ao fim da reunião com os representantes dos aposentados, o prefeito Douglas Willkys reiterou o compromisso assumido de cumprir a determinação judicial. “Entendo a ansiedade dos servidores aposentados e quero levar a tranquilidade de que o direito adquirido será respeitado. Estou sensível a essa situação que prejudica centenas de famílias em nosso município”, afirmou o prefeito.

Na reunião, houve o encaminhamento para a composição de uma comissão formada por advogados da associação e do município, com o intuito de criar um cronograma de trabalho e cumprir a decisão judicial.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO