Família faz campanha de doação de sangue para filho com câncer

A criança recebe tratamento na Oncologia Pediátrica do Hospital Márcio Cunha (HMC), unidade II

Arquivo pessoal


Daniel Henrique Freitas Souza com seus pais Greston e Cristina

O casal Greston Henrique de Souza, de 31 anos, e Cristina Freitas Silva, de 30 anos, do bairro Esperança, em Ipatinga, criou uma campanha nas mídias sociais para pedir doação de sangue para seu filho, Daniel Henrique Freitas Souza, de dois anos, que foi diagnosticado com um câncer há dois meses. Desde então, a criança recebe tratamento na Oncologia Pediátrica do Hospital Márcio Cunha (HMC), unidade II.

Em entrevista ao Diário do Aço, Cristina informou que, após uma série de exames, foi constatado em junho que seu filho tem neuroblastoma, um câncer geralmente encontrado em glândulas que ficam em cima dos rins. “Ele estava com muita diarreia e com dores, então o levamos ao hospital. Na consulta, o médico sentiu um caroço nos rins e pediu para fazer alguns exames, que apontaram o neuroblastoma”, afirmou.

Com a descoberta da doença, Daniel começou o tratamento no dia 30 de julho, fazendo sessões de quimioterapia. “Como ele já passou por duas sessões, perdeu seus cabelos. Na próxima semana, vai fazer de novo. E a previsão é que esse tratamento dure cerca de 10 meses”, citou.

Segundo Cristina, seu filho precisa de doação de sangue porque após a sessão de quimioterapia, a imunidade do seu corpo enfraquece depois de uma semana. “Por isso, é importante as pessoas doarem sangue e que façam isso com uma certa frequência, porque uma bolsa de sangue dura apenas 72 horas. Além disso, uma criança em tratamento precisa em média de cinco doadores”, ressaltou.

Cristina também destacou que existem muitas outras mães em Ipatinga que estão em busca de doadores de sangue para seus filhos, também em tratamento contra o câncer. “Já vi alguns casos em que faltou estoque de sangue para as crianças. Com isso, precisaram de esperar novas doações. Então, quem puder doar sangue no Hospital Marcio Cunha, unidade I, para o setor Pediátrico Oncológico, irá nos ajudar muito”, conclui.

Para doar sangue
Ao entrar na recepção principal da unidade I do HMC, o doador pode se dirigir ao atendimento no guichê 16 – Doação de Sangue, localizado à esquerda. Feito o cadastro, o doador recebe uma etiqueta de identificação e se dirige ao serviço de Hemoterapia (acesso pela recepção de visitas aos apartamentos). Os interessados também podem agendar a doação pelo telefone 3829-9600.

Segundo as recomendações do Ministério da Saúde e da Anvisa, são critérios para doação: estar em boas condições de saúde, ter entre 18 e 69 anos ou idade de 16 a 17 anos com o consentimento formal dos responsáveis legais, pesar mais de 52 kg e ter comportamento sexual seguro.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO