Ex-governador Eduardo Azeredo se entrega à polícia

Político foi condenado no mensalão mineiro, apontado pelo MP como um esquema de desvio de recursos do governo mineiro para o financiamento da reeleição de Azeredo

Divulgação


A defesa do tucano negociava para que ele se entregasse depois que no começo da manhã foi considerado foragido

O ex-governador Eduardo Azeredo entregou-se à Polícia Civil, em Belo Horizonte, no começo da tarde dessa quarta-feira (23). A defesa do tucano negociava para que ele se entregasse depois que no começo da manhã foi considerado foragido.

Azeredo agora terá o ato de prisão lavrado e deve, logo em seguida, ser encaminhado ao Institulo Médico Legal (IML), para realizar exame de corpo de delito.

O mandado de prisão contra Eduardo Azeredo foi expedido no início da noite de ontem, depois que os desembargadores da 5ª Câmara Criminal negaram o último recurso apresentado pela defesa para tentar reverter a condenação a 20 anos e um mês de prisão no caso do mensalão mineiro.

Eduardo Azeredo foi condenado sob a acusação de ter desviado R$ 3,5 milhões para a campanha eleitoral de 1998, quando foi derrotado por Itamar Franco na disputa pela reeleição. O dinheiro seria destinado para o patrocínio do Iron Biker, Supercross e Enduro da Independência - todos eventos esportivos.

O esquema envolveria a Companhia Mineradora de Minas Gerais (Comig), a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e o Banco do Estado de Minas Gerais (Bemge).

Mais:
TJMG decreta prisão de Eduardo Azeredo

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO