Portugal e Paraguai

Wagner Penna e as novidades do mundo fashion

PORTUGAL
A recuperação econômica de Portugal, que foi feita com muito sacrifício pelo povo de lá, começa a dar frutos também na moda. Com previsão de altos faturamentos no assunto – esperam quase 10 bilhões de euros/ano -, eles investiram na promoção fashion.

A saber: só neste mês de março, dois eventos balançaram a capital do país. No início do mês foi o ModaLisboa, que antes chamava-se ‘Lisboa Fashion Week’, anglicismo que eliminaram e, nos dois finais de semana seguinte, o Portugal Fashion, que começou em Lisboa e terminou na cidade do Porto.

Tudo isso envolvendo novos designers e muita roupa. Por enquanto, eles são fortes mesmo é nos sapatos. Para quem pensa em ir para a terrinha, essas notícias são ótimas.

Divulgação


A moda Skazi por Henrique Falci e Victor Galuppo
SKAZI
Depois de anunciar que fará desfile na Minas Trend, de 17 a 20 de abril, em Beagá, a grife Skazi emitiu um comunicado lembrando que o fato é comemorativo dos seus 25 anos.

A marca tem um posicionamento estratégico comercial forte, com mais de mil pontos de venda no país e uma produção média anual de 160 mil peças. Fundada em 1993 como Club do Fio, a Skazi sofreu grandes transformações e recebeu investimentos em criação, tecnologia e aprimoramentos.

Comandada pelos empresários Vander e Ana Paola Martins, a grife conta com direção criativa do estilista Eduardo Amarante. O desfile na feira será na noite do dia 18.

TUXEDO
Depois do sumiço dos ‘smokings’ masculinos das festas, a peça está agora voltando a circular pelos eventos mais importantes, totalmente renovada. Para quem ainda não sabe do que falo, são os ternos com paletó de gola reta e, geralmente, feita em cetim, usados com gravata borboleta.

Dito isso, é preciso saber que a turma jovem está voltando a usá-lo, mas transformando a peça em algo mais alegre e divertido, com cores mais berrantes, em tecidos variadíssimos e até estampados, alguns indo até mais longe do que isso.

É o caso do medalhista norte-americano Adam Riponn, que foi ao Oscar com um ‘smoking’ (que em inglês é chamado de ‘tuxedo’) tipo sadô-masô, cheio de amarrações e correntes.

////

POR AÍ...
* O lançamento do inverno no varejo movimenta o comércio fashion no Estado. Em Beagá, a marca masculina Zak lançou coleção inspirada em uma viagem à Patagônia, a chamada Ruta. A marca é uma das mais tradicionais de Minas, criada em 1969 por Paulo Nunes. Amém!!! ***

* A moda vira moda. Nos Estados Unidos, uma publicação de Hollywood fez uma nova lista de celebridades da moda, sem estilistas, mas com os mais poderosos ‘stylists’. Aqui, essa profissão poderia ser descrita como ‘personal fashion’, uma consultoria de estilo personalizada.

A campeã é Kate Young, que ajuda a vestir gente como Sienna Miller, Selena Gomes e Dakota Johnson. Há quem diga que essa turma ganha dos dois lados: das atrizes-clientes e das marcas-fornecedoras. Uau!!! ****

* Já falamos aqui a respeito da saída de algumas marcas de moda das fronteiras de Minas Gerais, por causa dos impostos pagos a mais em relação aos estados vizinhos.

Pois nesta semana, o zum-zum-zum é que mais empresas decidiram tomar esse caminho. E são todas da área dos sapatos & bolsas. Como já tem gente indo fabricar até mesmo no Paraguai, aos poucos nós vamos virar um deserto fashion. Cruzes! ***

PONTO FINAL - Com nossa economia dando sinais de recuperação, embora ainda tênue, a turma da moda internacional redireciona os seus radares para cá. Mais exatamente para São Paulo, onde o dinheiro corre.

Na agenda, o jantar da Fendi, nesta semana, com o quem é quem da moda & afins mostrando suas elegâncias no Shopping Cidade Jardim. Agora, o resto da turma top mundial vem atrás.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO