STF decide que Lula não pode ser preso até julgamento de habeas corpus no dia 4

A maioria dos ministros atendeu ainda um pedido da defesa para que Lula não seja preso até que o habeas corpus dele seja julgado

Divulgação


Maioria do plenário do STF decidiu que Lula não pode ser preso antes do julgamento do habeas corpus

O STF decidiu adiar a votação do julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula para o dia 4 de abril. A maioria dos ministros atendeu ainda um pedido da defesa para que Lula não seja preso até que o habeas corpus dele seja julgado. Votaram a favor Rosa Weber, Dias Toffoli, Marco Aurélio de Mello, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. Os votos contrários à liminar foram de Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Luiz Fux, Luís Roberto Barroso e Cármen Lúcia.

No início da sessão nesta quinta-feira, o ministro relator Edson Fachin abriu uma preliminar para votar se o habeas corpus de Lula deveria ser julgado. Por 7 a 4, os ministros decidiram julgar o pedido do ex-presidente contra prisão.

O ministro Alexandre de Moraes foi o segundo a votar. Ele conheceu o habeas corpus. Os ministros Dias Toffoli, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Marco Aurélio e Celso de Mello seguiram Moraes e votaram a favor de prosseguir com o julgamento do mérito.

Já os ministros Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Edson Fachin e Cármen Lúcia votaram contra o prosseguimento do julgamento do mérito do habeas corpus.

Embora a maioria do STF tenha votado para que o habeas corpus do ex-presidente Lula seja julgado, isso não significa que eles aceitarão o pedido do ex-presidente para não ser preso após a análise dos recursos no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região). A votação ainda não considerou o mérito da questão.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Leoncio Simoes 24 de março, 2018 | 05:50
Uma vergonha este pais o marco aurelio falar que nao tinha tempo tinha compromisso?
Este e o trabalho que ele faz.
I recebe bem pra isto.
Jarbas Santana 23 de março, 2018 | 13:53
Essa situação é simples. No dia 04-04 quando forem julgar a situação do HC, qualquer um dos 11 ministros, eu disse qualquer um poderá pedir vistas do processo, não tendo um prazo determinado para apreciação. Como o Sr. Luis Inácio, está com uma liminar, não será preso e sua situação passa a ficar de acordo com o desejo de seus advogados. Resumindo não será preso, não vai se enquadrar na ficha limpa e por fim será eleito e terá imunidade. FIM. VERGONHA!!!
Flavio 23 de março, 2018 | 11:02
NAO ACREDITO QUE LULA VAI SER PRESO
FINAL DAS CONTAS BRASIL E UMA VERGONHA E O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL A MAIOR LEI DO BRASIL ATE ENTAO NAO E SEGA DIA 04/04 ELES VAO ARRUMAR UM JEITINHO BRASILEIRO DE LIVRAR O LULA
E MAIS ELE NAO PODE SER PRESO MESMO IMAGINE SE ISTO ACONTECE EM PRESO EM REGIME FECHADO PRA ELE TER UMA PRISAO DOMILIC TERIA QUE FAZER ENTREGAR DELAÇAO PREMIADA BRASILIA VIRARIA CADEIA
Sacapó 23 de março, 2018 | 08:49
Há muito larápio, de cujo cérebro, tem consciência: a consciência acusa que
está errado, aí se entrega. Mas... esse, não conhece dignidade,legitimidade e
princípios morais. Não estão inseridas no cérebro dele.
Arthur 22 de março, 2018 | 20:49
E nem vai ser preso... a Justiça do BR não funciona, simples assim... o Sr. Never ta ai pra provar isso e Lula_drão vai ser mais um cliente da corja...

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO