Vacina contra a febre amarela é colocada sob suspeita em Minas

Secretaria de saúde confirma que investiga casos de febre amarela em 11 pessoas que tinham sido vacinadas

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) confirmou nesta terça-feira (27) que investiga notificações de 11 pessoas vacinadas e que tiveram resultado de exames positivos para a doença. Ao todo, já são 264 confirmações da enfermidade, com 96 mortes. Ainda estão em apuração 589 casos.

Os casos das 11 pessoas que têm histórico de vacinação e que exames confirmaram a febre amarela estão sendo analisadas por uma comissão da Secretaria de Estado de Saúde (SES)


Os casos das 11 pessoas que têm histórico de vacinação e que exames confirmaram a febre amarela estão sendo analisadas por uma comissão da Secretaria de Estado de Saúde (SES), com participação de técnicos do Ministério da Saúde. Estão sendo levantadas, segundo a pasta, “informações clínicas e epidemiológicas fundamentais para a conclusão dos casos”. Esses pacientes têm idade entre 7 e 47 anos. Sendo que a maioria, 63,7%, são homens.

Mesmo com a investigação deste caso, a SES recomenda a imunização dos moradores para evitar o contágio da doença. “Cabe ressaltar que a eficácia da vacina contra a febre amarela é de 95% a 98%, sendo considerada altamente eficaz e segura na prevenção da transmissão do vírus. Como medida adicional, para a população mais exposta à circulação do vírus, recomenda-se também a utilização de repelente como medida de proteção individual”, informa a secretaria, em nota.

O número de casos confirmados da febre amarela em Minas Gerais aumenta a cada semana. Em apenas sete dias, 42 novas confirmações foram incluídas no balanço da SES/MG. Também teve alta nas mortes, saindo de 86 para 96. A letalidade está em 36,4%.

Ainda são investigados 589 notificações, dentre elas, 28 mortes. No período de monitoramento 2016/2017, foram registrados 475 casos, sendo que destes, 162 pacientes morreram. O último caso confirmado teve início dos sintomas no dia 9 de junho de 2017.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO