Levantamento apontará demanda para cursos EAD/UAB

A intenção é ouvir as pessoas interessadas em continuar seus estudos a distância, mas que ainda não encontraram o curso desejado

Arquivo Agência Brasil


A intenção é ouvir as pessoas interessadas em continuar seus estudos a distância, mas que ainda não encontraram o curso desejado
O Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) realiza levantamento de demanda em cursos na modalidade a distância EAD/UAB. Em parceria com as universidades mineiras atuantes no sistema, foi criado um formulário online para mapear a demanda atual existente para cursos na modalidade Educação à Distância.

A intenção é ouvir as pessoas interessadas em continuar seus estudos a distância, mas que ainda não encontraram o curso desejado. A participação do público alvo é importante para que se tenha o cenário real de demandas e as instituições possam trabalhar novas ofertas. Acesse o link para participar.

As universidades participantes do levantamento são: UEMG - Universidade do Estado de Minas Gerais, IFNMG - Instituto Federal do Norte de Minas Gerais, UFSJ - Universidade Federal de São João del-Rei, UFLA - Universidade Federal de Lavras, IFTM - Instituto Federal do Triângulo Mineiro, UFTM - Universidade Federal do Triângulo Mineiro, UFOP - Universidade Federal de Ouro Preto, UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais, UFU - Universidade Federal de Uberlândia, UNIFAL - Universidade Federal de Alfenas, UNIFEI - Universidade Federal de Itajubá, UNIMONTES - Universidade Estadual de Montes Claros, UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora, UFVJM - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO