Menina de dois anos, esquecida dentro de carro, morre em Janaúba

Filha de enfermeira que ajudou a salvar crianças em creche incendiada por vigia em 2017 morreu esquecida pelo pai dentro de veículo no Norte de Minas

A cidade de Janaúba, no Norte de Minas, teve o registro de mais uma tragédia. Dessa vez, uma menina de dois anos morreu após ser esquecida no carro pelo seu pai, que deveria levá-la para a escola. Entretanto, ele estacionou o carro, o trancou e só descobriu a tragédia tempos depois.

O pai é um comerciante que saiu para levar a filha a uma escolinha particular. Quando estava saindo de casa, o homem atendeu a uma ligação telefônica e, com isso, foi para o escritório do depósito de materiais de construção. Ao chegar, esqueceu-se da filha Mariana, de dois anos, trancada dentro do veículo, que ficou estacionado nas proximidades do seu comércio.
Reprodução


Mariana tinha apenas dois anos


Cerca de três horas depois, um conhecido do comerciante perguntou pela família. Neste momento, relatam testemunhas, o pai saiu desesperado em direção ao carro. A menina estava desacordada e ainda dava sinais vitais.

Em desespero, o pai levou a filha imediatamente para o Hospital Fundajan. Os médicos fizeram todos os procedimentos para reanimar a garota, que chegou a ser entubada, mas não resistiu e morreu duas horas após dar entrada na unidade de saúde. O pai, em estado de choque, teve que receber sedativos, conforme a direção do hospital.

Tragédia da creche

A menina era filha de uma enfermeira e ex-secretária municipal de Saúde, que ajudou a atender as crianças vítimas da tragédia da creche Gente Inocente, em outubro de 2017.

Na ocasião, o vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos, invadiu o Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) e, após espalhar álcool no chão, ateou fogo na unidade, matando a si próprio e provocando a morte de 10 crianças, de uma professora e de duas auxiliares. Mais de 40 pessoas ficaram feridas.

Outro caso no Sul de Minas

Nesta semana, um bebê, de aproximadamente 1 ano, quase morreu asfixiado após ter sido esquecido no interior de um carro com os vidros fechados, em Bom Sucesso, no Sul de Minas.

Os pais da criança foram encontrados com sinais de embriaguez, curtindo o carnaval da cidade. A Polícia Militar (PM) recebeu informações segundo as quais havia uma criança abandonada e chorando muito no interior de um Fiat Uno estacionado na área central da cidade. Na chamada, testemunhas contaram que o bebê se debatia "aparentando estar se asfixiando".

O veículo estava em uma rua paralela ao local onde ocorriam as festividades de carnaval. A criança foi resgatada peor policiais militares já com risco de morrer. Segundo a PM, o casal recebeu voz de prisão e foi conduzido para a delegacia da cidade. A criança foi entregue ao Conselho Tutelar.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO