Melhora quadro clínico de australiano atropelado em Copacabana

Oito vítimas continuam internadas, incluindo o australiano que reside no Brasil há cerca de 20 anos

Antonio Lacerda


No acidente, morreu a bebê de oito meses Maria Louize, sepultada no sábado (20)
Boletim divulgado neste domingo (21) pela Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro revela melhoras no quadro clínico do australiano que sofreu traumatismo craniano, vítima de atropelamento na quinta-feira (18), na Praia de Copacabana, zona sul da capital fluminense. Ele permanece internado, em estado gravíssimo na UTI do Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea.

Oito vítimas continuam internadas, incluindo o australiano que reside no Brasil há cerca de 20 anos. Quatro pessoas atropeladas estão no Miguel Couto e três no Hospital Municipal Souza Aguiar, região central da cidade. No acidente, morreu a bebê de oito meses Maria Louize, sepultada no sábado (20).

Um menor de sete anos e três adultos de 36, 38 e 41 anos foram declarados clinicamente estáveis e têm cirurgias ortopédicas marcadas para esta segunda-feira (22). Eles estão internados no Miguel Couto.

No Hospital Souza Aguiar permanecem dois argentinos, de 34 e 61 anos. Eles estão em recuperação, após cirurgias ortopédicas realizadas sexta-feira (19). Outra vítima, de 32 anos, foi inscrita no Sistema Estadual de Regulação, com pedido de transferência para hospital de alta complexidade em ortopedia. (Com informações: Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil)

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO