Nova lista do Procura-se é lançada com 12 alvos prioritários para a polícia mineira

O projeto busca a prisão de indivíduos foragidos da Justiça, com mandados de prisão em aberto

Divulgação


O projeto busca a prisão de indivíduos foragidos da Justiça, com mandados de prisão em aberto
Doze alvos considerados prioritários para o sistema de Segurança Pública de Minas Gerais foram incluídos na nova lista do programa Procura-se, lançada nesta quarta-feira (13), em Belo Horizonte. O projeto busca a prisão de indivíduos foragidos da Justiça, com mandados de prisão em aberto, a partir da qualificação das ações das polícias e das inteligências por meio de denúncias ao 181.

Os alvos da segunda edição do Procura-se foram escolhidos levando-se em consideração a prática reiterada de crimes graves, como homicídio, roubo e tráfico de drogas. Os indivíduos listados também possuem relação com a prática de explosão de caixas eletrônicos no Estado, além de roubos a bancos.

A escolha dos 12 nomes foi realizada pela Força Tarefa Contra Explosões de Caixas Eletrônicos, lançada pelo Governo do Estado há cerca de dois meses. Além da prisão, a divulgação dos 12 procurados também traz o benefício de inibir a circulação dos criminosos listados. Confira a nova lista, com os 12 nomes.

Denúncia

Ao ligar para o 181 Disque-Denúncia para dar informações sobre os procurados, o cidadão tem seu sigilo e anonimato garantidos. Procuram-se informações sobre onde atuam, carro e ônibus que utilizam, quem são seus comparsas, quais são seus horários, onde foram vistos, ou qualquer outro detalhe que possa contribuir com o trabalho das forças de segurança.

O cidadão pode acessar um hotsite disponibilizado para a campanha, por meio do endereço procurase.seguranca.mg.gov.br (sem o www). No endereço eletrônico, encontrará a foto de todos os 12 procurados, com detalhamentos sobre atuação do criminoso, região onde pratica a maioria dos crimes, idade, apelidos, mandados em aberto, entre outros dados.

As redes sociais também serão amplamente utilizadas. Peças para aplicativos e mídias sociais como Whatsapp e Facebook foram produzidas para ampliar o alcance das divulgações das fotos e detalhes.


Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO