Ney da Matta entra em vias de fato com jogador e é demitido do CSA

Insatisfeito por não integrar a equipe titular, o volante Rosinei, campeão brasileiro pelo Corinthians em 2005, que agrediu o técnico violentamente

A apenas dos jogos do acesso para a Série B do Campeonato Brasileiro de 2018, o Centro Sportivo Alagoano (CSA), de Maceió (AL) dispensou o técnico Ney da Matta por causa de uma confusão com um atleta. A decisão oficial foi comunicada na noite desta quinta-feira (7).

O treinador chegou às vias de fato com o volante Rosinei, campeão brasileiro pelo Corinthians em 2005, que agrediu Ney da Matta violentamente, deixando o técnico com ferimentos no rosto e no corpo.

Tudo aconteceu no treinamento da manhã. Em fim de carreira, aos 34 anos, e sem bola para ser titular, Rosinei estava na bronca com o comandante.

Ney da Matta repreendeu Rosinei após uma discussão no coletivo, quando foi xingado pelo ex-corintiano que se aproximou e provocou. Foi quando os dois se atracaram e só foram separados depois da entrada da turma do 'deixa disso'.
Divulgação


Agredido por jogador em campo, Ney da Mata foi demitido com sua comissão técnica



Versão do técnico

Por volta das 20h30, Ney da Matta ainda não tinha sido comunicado de sua saída do clube. Mas ele lamentou o fato, mesmo porque o clube está bem perto do acesso para a Série B.

"Não posso admitir ser xingado e humilhado na frente de meus jogadores. Fui agredido moralmente e fisicamente pelo Rosinei. Lamento a decisão da diretoria, mas tenho que respeitar".

"E vou continuar torcendo pelo sucesso do time, porque acima de jogadores que passem por aqui, o que vale mais é a história e tradição do clube e de sua torcida" - comentou Ney da Matta.

Por coincidência, nesta quinta-feira, o CSA completou 104 anos de sua fundação. Uma data para ser festejada e que se transformou num dia de caos e agitado.

Após a reunião à noite, o presidente do Conselho Deliberativo do CSA, Raimundo Tavares anunciou o desligamento do técnico, bem como de o auxiliar Jadson Oliveira, o preparador físico Altamir Júnior e o preparador de goleiros Gustavo.

Ney da Matta vinha fazendo boa campanha com o CSA, já classificado para a próxima fase e ocupando a segunda colocação do Grupo A com 31 pontos, um a menos do que o líder Sampaio Corrêa. O treinador buscava o bicampeonato na Série C, já que foi campeão ano passado com o Boa Esporte.

De outro lado, a diretoria enfrenta algumas dificuldades para cumprir seus compromissos financeiros. Mesmo porque optou por contratar alguns jogadores mias velhos e mais de nome. Um exemplo é Rosinei, outro é o equatoriano Angulo, que recebe sozinho R$ 50 mil por mês.

O atacante equatoriano, de 30 anos, só atuou em clubes de menor expressão na América do Sul como o Independente Del Valle. Atuou também no LDU do Equador e pelo Santa Fé da Colômbia.

Mesmo assim, a opção da diretoria foi pelos contratados e não sair em defesa do treinador.

E com a rotatividade própria do futebol, poucas horas depois Flávio Araújo chegou para substituí-lo. Para isso, deve ter contribuído a situação financeira do clube alagoano. As contas do clube estão rigorosamente em dia, garante o presidente Rafael Tenório. (Com informações do www.futebolinterior.com.br)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Launé 08 de Setembro, 2017 | 10:45
Um treinador que vem fazendo o time render dentro da competição, inclusive com classificação antecipada, é agredido por um jogador e, em seguida, é demitido pelo clube - um desrespeito! Os treinadores devem fazer uma campanha entre si e não aceitar o convite da diretoria do CSA para comandar o time. Deixar o CSA sem treinador e comissão técnica por um longo período até que a diretoria do time se retrate diante do treinador.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO