Pintor expõe obras em 3D na entrada Prefeitura de Ipatinga

Natural de Belo Horizonte, Marcílio Caldeira mora em Ipatinga há dez anos e costuma expor suas obras no Centro da cidade e no bairro Horto

Secom/PMI


Marcílio Caldeira, em pleno exercício de sua arte
Com um talento diferenciado e praticando uma técnica bastante rara, Marcílio Caldeira, pintor profissional há mais de 39 anos, tem chamado muito a atenção do público com a exposição que realiza no hall de entrada da Prefeitura de Ipatinga, há uma semana.

Natural de Belo Horizonte, Marcílio Caldeira mora em Ipatinga há dez anos e costuma expor suas obras no Centro da cidade e no bairro Horto.

De acordo com Marcílio, as primeiras obras do gênero que produzia eram feitas em cartolina e papelão.

Percebendo a boa receptividade do estilo, com o passar dos anos ele foi aprimorando sua técnica e começou a usar lâminas de Eucatex, valorizando ainda mais as paisagens, o principal foco de suas pinturas.

Secom/PMI


Os quadros podem ser admirados no Hall da prefeitura
Seu trabalho alcançou um nível especial de qualidade e, além das telas, o artista conta que às vezes produz as imagens diretamente nas paredes dos clientes.

O expositor explica que as pinturas são realizadas em alto relevo, o que as faz adquirir uma impressão 3D. Sobre o fato de preferir pintar imagens, ele explicou: “Eu penso muito na biodiversidade, e por meio de minha arte advogo a defesa da natureza que o homem tanto destrói”.

Quem quiser em conhecer melhor o trabalho do Marcílio Caldeira pode ir apreciá-lo na Prefeitura de Ipatinga até a próxima sexta-feira (11), ou fazer contato com o artista pelo telefone 99537-1564.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Carlos Roberto Costa 10 de Agosto, 2017 | 01:19
Parabéns meu irmão pelo trabalho maravilhoso que exerce através dos quadros que pinta que DEUS lhe abençoe

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO