TV Brasil reestreia Festival Mazzaropi com clássicos do ator e cineasta

Sessão reúne 20 longas do humorista sendo que três dessas produções vão ao ar pela primeira vez em cores

Em comemoração aos 105 anos do ator e diretor Amácio Mazzaropi, celebrados em 2017, a TV Brasil apresenta uma sessão semanal de longas-metragens dedicada à filmografia do cineasta. Ao todo, são 20 produções remasterizadas em cores que serão exibidas até setembro na homenagem ao artista de expressão nacional. O Festival Mazzaropi volta à telinha da emissora com a comédia "Chofer de Praça" (1958) neste sábado (6), às 16h.
Imagens divulgação


Chofer de Praça


Três dos filmes da faixa são apresentados ao público pela primeira vez em cores com a descoberta das suas matrizes coloridas: “O Jeca e a Freira” (1968), “No Paraíso das Solteironas” (1969) e “Uma pistola para Djeca” (1969). Já outras quatro produções são inéditas na TV Brasil: "Chofer de Praça", longa de estreia da sessão; “Jeca Tatu” (1960) que vai ao ar em 13/5, às 16h; “O Vendedor de Linguiça” (1962), em cartaz no dia 20/5, no mesmo horário; e “Casinha Pequenina” (1963), programado para 27/5, também às 16h.

Trajetória de sucesso com clássicos na telonas

Ícone da sétima arte no país, o saudoso comediante Amácio Mazzaropi até hoje é considerado um dos maiores atores brasileiros. Com tramas simples e um humor singelo, ele utilizou da figura do “Jeca” para fazer rir em produções que se tornaram clássicos da cinematografia nacional.

A trajetória do ator e diretor contempla 32 filmes produzidos entre 1952 e 1980. Mazzaropi chegou a atrair mais de oito milhões de espectadores em um único longa-metragem. Ele deu vida ao imortal e carismático estereótipo do homem do campo. Jeca, seu personagem, caipira e ingênuo, mas com doses de malícia, conquistou a simpatia das massas populares, que garantiam as sessões lotadas em todos os seus filmes.

A estreia de Amácio Mazzaropi nas telonas foi em “Sai da frente” (1952), no papel de Isidoro, um motorista de caminhão que deixa o carro desgovernado em plena cidade de São Paulo. A partir daí seguiu caminhando em pequenas, médias e grandes apresentações consolidando seu nome no cinema brasileiro, além de programas de televisão e nos palcos do teatro.

Em 1958, Mazzaropi funda a PAM Filmes (Produções AmácioMazzaropi), em modernos estúdios em Taubaté, e lá realizou 23 longas-metragens. Os maiores sucessos foram “Jeca Tatu” (1959) e “Casinha pequenina” (1963), ambos contabilizando oito milhões de pagantes cada. Seu último trabalho no cinema foi “O Jeca e a Égua Milagrosa”, de 1980. No ano seguinte, morreu aos 69 anos, vítima de um câncer na medula antes de concluir a obra “Maria Tromba Homem”, filme que ficou inacabado.

Jeca Tatu



Sinopse do filme “Chofer de Praça”, filme de estreia do Festival Mazzaropi

“Chofer de Praça” é o filme que abre a nova safra do Festival Mazzaropi na TV Brasil. Na produção de 1958, além de ser o protagonista da trama, Amácio Mazzaropi também acumula as funções de produtor e roteirista. A partir desse longa, o humorista passa a colaborar frequentemente com os diretores.

Mazzaropi diverte o público na comédia "Chofer de Praça" na TV BrasilNessa comédia, o ator e humorista interpreta o humilde Zacarias, que se muda com a mulher Augusta para uma vila em São Paulo com o objetivo de arrumar um emprego e ajudar o filho Raul a pagar a faculdade de Medicina. O sonho do sujeito é ver o rapaz formado.

Disposto a fazer o possível e o impossível para ajudar a família, o protagonista consegue um trabalho como chofer de praça. Zacarias começa a dirigir um modelo de carro antigo, muito barulhento e fumacento, que rapidamente vira motivo de muitas piadas e de viagens repletas de trapalhadas.

Dirigido por Milton Amaral, o filme “Chofer de Praça” foi também o primeiro trabalho de Mazzarapi com a atriz Geny Prado, seu par constante ao longo da carreira. Os números musicais são apresentados por artistas como Lana Bittencourt e Agnaldo Rayol.

Ficha técnica
Ano: 1958. Gênero: comédia. Duração: 97 min. Inédito. Direção: Milton Amaral, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Celso Faria, Ana Maria Nabuco, Carmen Morales, Maria Helena Dias, Roberto Duval, Elk Alves, Benedito Liendo. Participação especial: Lana Bittencourt e Agnaldo Rayol. Classificação Livre.

Serviço:
Festival Mazzaropi – “Chofer de Praça” – sábado (6) às 16h, na TV Brasil.

Confira a programação dos primeiros filmes do Festival Mazzaropi na TV Brasil

“Chofer de Praça”
Data: 06/05 (sábado), às 16h

“Jeca Tatu”
Data: 13/05 (sábado), às 16h

“O Vendedor de Linguiça”
Data: 20/05 (sábado), às 16h

“Casinha Pequenina”
Data: 27/05 (sábado), às 16h
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO