Profissionais de saúde participam de atualização em influenza 2017

Evento buscou sanar dúvidas e preparar as referências técnicas para o lançamento da campanha em abril

Segov/ MG

Evento foi um preparativo para que os profissionais de saúde sejam atualizados
No dia 17 de abril começa em todo estado a campanha de vacinação contra a influenza, também conhecida como gripe. Na quarta-feira (30), cerca de 100 referências técnicas sobre o assunto, das 28 Regionais de Saúde que compõe o estado, além dos municípios maiores, participaram de um Simpósio de Atualização sobre a doença.

Muito mais que trocar experiências e informações sobre o assunto, o evento também foi um preparativo para que os profissionais de saúde sejam atualizados e tivessem a oportunidade de sanar dúvidas.

Foram debatidos os impactos globais que a doença provoca, sendo que ocorre de 3 a 5 milhões de casos graves por ano, com cerca de 250 a 500 mil mortes. A médica do Centro de Informações e estratégias em Vigilância em Saúde (CIEVS), Tânia Marcial, abordou sobre os aspectos clínicos e terapêuticos da doença.

“Medicamentos como o Oseltamivir, Zanamivir e Peramivir podem ser utilizados para o tratamento da doença, cada um com a sua especificidade e indicação médica”, afirmou.

O médico coordenador de Imunização da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), José Leite Ribeiro, afirmou que o foco do evento foi realizar uma reunião preparatória já para o lançamento da campanha no dia 17 de abril.

A Diretora de Vigilância Epidemiológica da SES-MG, Janaína Fonseca Almeida, também reforçou a abordagem devido ao lançamento da campanha. “A influenza é uma doença sazonal e devemos estar preparados para ela com novas informações e formas de tratamento para proporcionar um melhor atendimento no Sistema Único de Saúde”, disse.

Participando do evento, a Gerente de Epidemiologia e Informação da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte, Vanessa Rodrigues Coelho, disse que mesmo dando importância para outras doenças, os profissionais de saúde não podem se esquecer das doenças sazonais. “Este encontro foi muito importante, pois já podemos trabalhar nossas ações muito antes do período de sazonalidade ocorrer”, disse.

Influenza

De acordo com o Ministério da Saúde, a doença é caracterizada por sintomas como febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, mialgia e anorexia, assim como sintomas respiratórios como tosse seca, dor de garanta e coriza.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO