Sobre a responsabilidade pessoal do agressor

Ludmila Lins Grilo



Ao narrar sobre a rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, uma jornalista da GloboNews disse que a culpa pelo massacre é do "sistema perverso". Percebam como a mídia, o tempo inteiro, tenta manipular o imaginário coletivo para que a responsabilidade pessoal do agressor seja absolutamente ignorada, e a culpa de tudo recaia sobre entes abstratos - como já alertava o psiquiatra e escritor Theodore Dalrymple em seu livro obrigatório "A Vida na Sarjeta".

Hoje em dia a culpa não é do preso violento - é do SISTEMA.
A culpa não é do motorista imprudente - é do ÁLCOOL.
A culpa não é do ladrão mau-caráter - é da POBREZA.
A culpa não é do assassino cruel - é da INTOLERÂNCIA.
A culpa não é do adolescente infrator perverso - é da DESIGUALDADE.

A retirada da responsabilidade pessoal dos ombros dos cidadãos, colocando-a em meras abstrações, é prato cheio para que ninguém mais se preocupe com NADA, já que a culpa sempre será de outra pessoa, ou, principalmente, de outra COISA.

Se a sociedade é formada por indivíduos - tal como o corpo humano é formado por células - não há como prosperar diante dessa cultura do vitimismo e da desresponsabilização de seus componentes individualmente considerados.

*Juíza de Direito do TJMG

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO