Índice de homicídios na região permanece acima da média nacional

Apesar da queda, números registrados em 2014 ainda exigem atenção do MP e polícias


Com atualização para inserir a tabela de assassinatos por cada município pesquisado 



DA REDAÇÃO – O ano de 2014 fechou com um total de 164 crimes violentos contra a vida em 15 dos municípios do Vale do Aço, pesquisados pela reportagem do DIÁRIO DO AÇO. Nesta edição do balanço de assassinatos, a pesquisa – feita há três anos pelo jornal – ampliou a observação sobre os municípios do entorno da Região Metropolitana do Vale do Aço. O resultado pode ser conferido nos links logo abaixo. Veja também na tabela, abaixo, o número de homicídios por município. 



O trabalho tem dois destaques, primeiro, a queda mantida no índice de homicídios em Coronel Fabriciano (-14,81%), Ipatinga (-28,5%) e Santana do Paraíso (-35,3%).



O segundo destaque é o aumento considerado assustador nos crimes de assassinatos em Timóteo (+87,5%). Extraoficialmente, o quadro em Timóteo é atribuído à descontinuidade de operações que, nos anos de 2012 e 2013 combateram e prenderam grupos criminosos.



Com isso, os novos líderes do crime, mais novos, mais inconsequentes, assumiram o lugar dos antigos chefes do crime e não mediram consequências na hora de sacar as armas.



Nas outras cidades, para autoridades ouvidas pela reportagem, a rigidez dos órgãos de segurança pública contribuiu para a redução da criminalidade violenta. Também foram anunciadas novas ações para o enfrentamento do crime.



Na prática, não há o que comemorar. Os índices de crimes contra a vida, por exemplo, permanecem acima da média brasileira, que foi de 25,2 mortes por cada grupo de 100 mil brasileiros em 2013. No Vale do Aço, em 2014, Ipatinga alcançou índice de 28,5. Coronel Fabriciano ficou em 42,59. Na proporção, Timóteo chega ao índice de 34,88 e Santana do Paraíso 36,66.  

Wôlmer Ezequiel


bruno jardini



Em números absolutos, em 2014, as quatro cidades da RMVA concentraram 127 dos 164 homicídios. No comparativo com o ano anterior, 2013, quando a RMVA registrou 141 homicídios, a queda foi -11,1%. 



Em 2013 os crimes violentos contra a vida- homicidios consumados - tinham registrado crescimento de 14,60% na Região Metropolitana. No ano de 2012 foram registrados 123 assassinatos.



Órgãos de defesa social querem solução mais rápida para crimes



Dos quatro municípios que integram a Região Metropolitana do Vale do Aço (RMVA), três tiveram queda no número de crimes violentos contra a vida registrados em 2014 (principalmente homicídios consumados). Para o promotor de Justiça, Bruno Giardini, que atua na 6ª Promotoria, responsável pela apuração de crimes violentos contra a vida – homicídios tentados e consumados – a redução nos números absolutos deve-se a um conjunto.



“Estamos mais rigorosos, principalmente no que diz respeito aos prazos. Antes, o indivíduo era preso, mas acabava solto porque o processo não era cumprido no tempo certo. E ao meu ver, a partir do momento que um homicida é preso e depois solto, isso acaba o incentivando a matar, como se na cabeça dele passasse a ideia de que não há penalidade. Porém, o judiciário esta mais rigoroso e cada vez menos infratores são soltos em função do excesso de prazo. Então temos mais casos em que é concluída a investigação, o indivíduo é mantido preso até o júri, e posteriormente é condenado”, explicou.



Para Bruno Giardini, a implantação do Centro Socioeducativo em Ipatinga também pode ser atribuído como fator que contribuiu para queda dos homicídios nas três cidades da região. “Adolescentes que já eram envolvidos em crimes e já tinham passagens por homicídios acabaram apreendidos. Esse centro mostrou aos menores infratores que eles também estão sujeitos a penalidades e em alguns casos, eles cumprirão pena máxima, de três anos de internação. Isso gera um impacto direto nos homicídios, uma vez que ainda temos muitos menores de 18 anos envolvidos na criminalidade”, afirmou.



O promotor acrescentou que o tráfico de drogas continua a ser o motivador dos crimes na região. “Sejam os crimes contra o patrimônio ou contra a vida, o vício do crack, maconha e outras drogas continua impulsionando a criminalidade. Ainda estamos na luta para que mais chefes do tráfico sejam presos. Porque, muitas vezes, esses comandantes da criminalidade pedem um usuário para cometer o homicídio e este, por sua vez, não quer ser o X9 e não informa quem é o seu mandante. Já foram desencadeadas muitas operações em 2014 que terão continuidade em 2015. No Planalto e Veneza, por exemplo, mal tivemos crimes contra a vida este ano. Essa ainda será a realidade de outros bairros, não só de Ipatinga, mas de Ipaba, que ainda é preocupante, e Santana do Paraíso”, acrescentou.

Alex Ferreira


transferência adolescentes CSE Ipatinga



Entre as ações programadas para 2014, as polícias Civil e Militar deverão trabalhar mais afinadas com o Ministério Público. A ideia é avaliação pontual de cada homicídio registrado. Essa articulação deverá permitir uma solução mais rápida dos crimes.



“Vamos manter a reivindicação da volta do Olho Vivo. O recurso inibia a ação de infratores. Se o autor passava após o crime próximo à câmera, tínhamos a prova com o seu percurso. É uma ferramenta que precisamos tanto para intimidar o autor quanto para ajudar na elucidação de crimes”, concluiu.



CRIMES VIOLENTOS CONTRA A VIDA EM 2014:



Santana do Paraíso teve a maior redução em homicídios na RMVA - 03/01/2015



Assassinatos crescentes  em Belo Oriente - 03/01/2015



Crescimento assustador de crimes violentos em Timóteo - 03/01/2015



Queda de 28,5% nos homicídios em Ipatinga no ano de 2014 - 03/01/2015



Repressão freia crimes violentos, avaliam autoridades  - 03/01/2015



ARTIGO:  Levantar evidências, medir a febre - 03/01/2015



HOMICÍDIOS REGISTRADOS EM 15 MUNICÍPIOS











































































Município




Homicídios em 2014




Coronel Fabriciano




46




Ipatinga




40




Timóteo




30




Santana do Paríso




11




Ipaba




8




Belo Oriente




9




Naque




4




Açucena




3




Pingo D´água




3




Marliéria




1




Antônio Dias




2




Iapu




2




Braúnas




2




Bugre




2




Jaguaraçu




1




TOTAL




164




 



CURTA: DA no Facebook 






SIGA: Twitter: @diarioaco



ADICIONE:  G+





WHATSAPP 31 8591 5916



 







 


Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO