Defesa Civil em Timóteo monitora áreas de risco


TIMÓTEO - A Defesa Civil reforçou o trabalho de orientação aos moradores das áreas de risco do município sobre as possibilidades de deslizamentos de terra ou queda de muros ou casas. O trabalho é realizado desde outubro nos bairros Macuco, Petrópolis, Ana Moura, Bela Vista e Ana Malaquias, além do distrito de Cachoeira do Vale.



Segundo o órgão, essas áreas são historicamente vigiadas nos períodos chuvosos, pois apresentam sérios riscos de desabamentos e deslizamentos de terra. O coordenador da Defesa Civil de Timóteo, Delmando Luiz Amorim, ressalta que a maioria dos locais onde há o risco são construções em locais irregulares ou sem os devidos cuidados para o corte do barranco.



Delmando Amorim afirma que os locais têm sido constantemente visitados e os moradores são orientados a deixarem suas residências em casos de risco de desabamento ou deslizamentos. Ele revela que apenas uma residência foi condenada pela Defesa Civil até o momento. O coordenador da Defesa Civil informa que o órgão notificou o morador, que se mostrou resistente a deixar o imóvel.



Alagamentos

A Defesa Civil citou ainda que o nível do rio Piracicaba também vem sendo monitorado, especialmente nas áreas próximas ao distrito de Cachoeira do Vale, onde o risco de alagamento é maior. Conforme Delmando, o nível do rio está estável, sem risco de invadir as ruas do distrito. Ele alerta à população para a necessidade de contatar o órgão caso surja alguma ocorrência. O telefone é 3847-4783. Em caso de emergência, a orientação é para ligar para a Polícia Militar (190) ou para os Bombeiros (193).

 


Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO