Vendas aquecidas no Dia das Mães

Lojistas projetam aumento de 10% até 20% no comércio

Bruno Jackson


Maria Rosário (à frente), acompanhada da filha Andréia, namorava alguns aparelhos na tarde ontem

IPATINGA – Os lojistas da cidade estimam um aumento considerável das vendas referentes ao Dia das Mães, comemorado neste domingo. Esta é apontada como a segunda data do ano com maior volume de vendas, perdendo apenas para o Natal. A exemplo dos últimos anos, os celulares são os mais cobiçados pelos consumidores.

Na avaliação do presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Ipatinga, Luís Henrique Alves, a perspectiva de aumento em relação às vendas de 2007 é de 10%. “Os motivos para projetarmos esse aumento estão relacionados com o bom momento da economia, os reajustes do salário mínino e dos salário dos servidores públicos, e ainda pelo dinheiro oriundo do pagamento da segunda parte da Participação nos Lucros (PL) para os funcionários da Usiminas”, acentuou.

Nas lojas, a perspectiva também é boa. Adalberto Marques, gerente de uma loja de eletroeletrônicos e eletrodomésticos no Centro, afirmou que a previsão é que as vendas cresçam 20% em relação a 2007. “A maioria dos produtos está sendo dividida em 10 vezes sem juros. Além disso, são muitos produtos sem juros no cartão”, salientou. De acordo com o empresário, os celulares são mesmo os presentes campeões de venda para as mães. Lavadoras, microondas e câmeras digitais também estão sendo muito procurados.

Bruno Jackson


Adalberto diz que o aumento das prestações sem juros tem atraído os consumidores
A empregada doméstica Maria Rosário Dias Costa, 46 anos, que na tarde passada acompanhava a filha Andréia, com intuito de comprar um celular, admitiu que este é de fato um presente popular. “Todo mundo precisa de celular. É um presente que a maioria das pessoas gosta. Por isso, é um presente tão comum para as mães”, comentou.

Shopping projeta aumento de 17%

Neste final de semana as lojas do Shopping funcionam em horário normal: hoje, das 10h às 22h, e a praça de alimentação das 10h às 23h; e amanhã, das 12h às 18h e a praça de alimentação das 11h às 22h. De acordo a gerente de Marketing do Shopping do Vale do Aço, Tany Faria, a expectativa do aumento de vendas referente ao Dia das Mães gira em torno de 17% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Para reforçar a data, o Shopping lançou a campanha “Depois de ganhar você, ela não se emociona mais com qualquer presente”. Além da campanha, os lojistas utilizam estratégias próprias como descontos, parcelamentos, vendas em crediário, cheque ou cartão.

Consumidor orientado a exigir nota fiscal

A Superintendência de Fiscalização da Secretaria de Estado de Fazenda (SEF) alerta os consumidores sobre a necessidade de solicitar a nota ou o cupom fiscal em suas compras para o Dia das Mães, como garantia para uma eventual troca do produto adquirido ou providências junto aos órgãos de defesa do consumidor. Muitos consumidores deixam de pedir o documento por desconhecerem que uma parcela do valor pago nas compras corresponde ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS). A falta de emissão do documento pode favorecer a sonegação do imposto.

Arquivo/DA


Celso Barbosa: nota fiscal facilita a solução de problemas pelo Procon

De acordo com Celso Barbosa Júnior, coordenador da Defesa do Consumidor em Coronel Fabriciano, os comerciantes da região não têm se omitido em fornecer o cupom fiscal. Ele alertou, entretanto, que muitos consumidores se esquecem de solicitar o documento, o que pode gerar transtornos.

“Principalmente em lojas que vendem calçados, alguns consumidores não têm o hábito de exigir a nota fiscal. Quando a pessoa chega ao Procon sem a nota, a solução do seu problema fica complicada. Afinal, por meio do documento sabe-se qual o fabricante do produto, data da compra, tempo de garantia, entre outras informações relevantes”, explicou.

Atenção
Celso Barbosa Júnior orientou os consumidores que vão movimentar as lojas da região na véspera do Dia das Mães sobre algumas “armadilhas”. Primeiramente, é preciso verificar os juros embutidos no produto, para saber quanto está pagando a mais no caso de compras a prazo. “Outra questão é sobre prazo para entrega do produto, pois a mãe corre o risco de receber o presente depois de domingo”, salientou.

Ele esclareceu que a troca de produto não é obrigatória, exceto se o mesmo tiver defeito de fábrica ou se cliente e vendedor entrarem em acordo. O coordenador do Procon alertou, ainda, para “os perigos dos planos de telefonia móvel”.

“Muitas lojas oferecem planos aparentemente muito atrativos de celular. Mas a pessoa deve ficar atenta, pois determinados planos geram contas absurdas no final do mês e, normalmente, isso não é esclarecido pelas lojas. Além disso, muitas operadoras de celular não possuem assistência técnica no Vale do Aço, gerando inúmeros transtornos”, afirmou.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO