Timóteo realiza aula inaugural do pré-vestibular Paulo Freire

Augusto Pascoal


Geraldo Nascimento ministrou a primeira aula do curso pré-vestibular público

TIMÓTEO - Depois de reintegrar o prédio do antigo Macedo Soares ao patrimônio do município, o prefeito Geraldo Nascimento (PT) coordenou na  segunda-feira, 5, a aula inaugural do pré-vestibular público na cidade, que leva o nome do educador Paulo Freire. Com a implantação oficial do curso, voltado a alunos das escolas públicas, a PMT espera atender cerca de 200 alunos por etapa. O público-alvo do pré-vestibular são os alunos recém-formados no ensino público ou que estão no último ano do segundo grau. A Secretaria Municipal de Educação aproveitará os professores P3 - profissionais com formação superior capacitados para ministrarem aulas de ensino técnico -, remanescentes da antiga escola de ensino técnico de Timóteo (IMETT). Nascimento disse que a implantação de mais este benefício voltado para a valorização da educação garantirá o “acesso ao saber”.

Na oportunidade, o prefeito comunicou que a antiga escola Macedo Soares será transformada em Centro Integrado, com cursos profissionalizantes, pré-Enem, curso preparatório para as escolas técnicas e o funcionamento de um pólo presencial da Universidade Aberta do Brasil, a fim de atender as necessidades do mercado de trabalho.

Estiveram presentes ao evento profissionais de educação, alunos, representantes de entidades e fundações, vereadores e convidados com experiência nesse tipo de projeto, como o professor e filósofo Marcos Cardoso, dirigente do Movimento Negro Unificado, um dos principais militantes e intelectuais do movimento negro no estado de Minas Gerais. Ele falou sobre a situação racial no Brasil, realizando um resgate histórico, desde a chegada dos portugueses à costa da Bahia, a inclusão do trabalho escravo, até o momento atual, mostrando a luta dos negros, sua emancipação, e a contribuição deles para nossa própria nacionalidade. Participaram também da aula inaugural integrantes da banda “Aguibara”, termo “resistência” na língua nigero-congolesa Iorubá, que se dedicam a um trabalho de pesquisa em torno da música afro-brasileira.

“Além do pré-vestibular, iremos desenvolver imediatamente um trabalho de preparação de jovens timotenses para testes de seleção de vagas em escolas técnicas profissionalizantes como o Cefet em Timóteo e o Senai de Ipatinga, que realizarão provas no meio do ano. Os alunos aprovados na seleção do Senai terão transporte gratuito fornecido pela pasta da Educação”, assegura o secretário Robinson Ayres.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO