Indústria automotiva puxa recorde da Unigal

IPATINGA - A Unigal, joint-venture entre a Usiminas e a Nippon Steel, localizada no Vale do Aço e especializada na produção de aços galvanizados, registrou recorde histórico de produção em março: 43,2 mil toneladas, sendo 94,5% destinadas para o setor automotivo. O bom momento deste setor também impulsionou a receita líquida da empresa em 2007, que saltou 41,6% em relação a 2006 e atingiu R$ 204,7 milhões.

As indústrias do setor automotivo demandam produtos muito especializados. As montadoras trabalham com chapas de alta resistência à corrosão, com boa estampabilidade e acabamento adequado para receber pintura. E os galvanizados são chapas de aço laminadas pelo sistema a frio, após receberem uma camada especial de zinco e de ligas de zinco com outros metais sobre a superfície. O objetivo é criar uma resistência à corrosão, ameaça maior em regiões onde há forte exposição das partes externas dos veículos ao sal. A proteção antiferrugem é cada vez mais usada pelas montadoras nos novos modelos.

De acordo com a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), o crescimento das vendas no primeiro trimestre de 2008 foi o maior da série histórica: houve alta de 31,4% em relação ao mesmo período do ano anterior. E a estimativa para o fechamento do ano também é recorde: alta na produção de 8,9%, o maior número da história.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO