Recorde na emissão de título eleitoral

Autoridades querem copiar iniciativas do “Expresso Cidadania”, da ALMG

Wôlmer Ezequiel


Centenas de estudantes do ensino médio retiraram seu primeiro título de eleitor

IPATINGA – Milhares de alunos participaram do último dia de atividades do “Expresso Cidadania”, ontem, no Cariru Tênis Clube (CTC). O projeto é uma realização da Assembléia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), em parceria com o TRE-MG e a Secretaria de Estado de Educação, com o apoio de diversas outras instituições e entidades. Ipatinga foi a última cidade do interior mineiro a receber o evento e emplacou um recorde: foi a cidade foi que mais emitiu títulos eleitorais. Até às 16h de ontem, haviam sido emitidos mais de 350 títulos, ultrapassando Uberaba, a segunda colocada, que totalizou 333 emissões. A Polícia Civil também trabalhou em ritmo intenso no CTC. Na quarta e quinta-feira, foram emitidas mais de 300 carteiras de identidade.

O público-alvo do “Expresso Cidadania” é o estudante de ensino médio. Várias escolas da rede pública estadual participaram do evento. A programação incluiu palestras, apresentação teatral, distribuição de cartilhas e oficinas de fotografia, vídeo e redação para web. O material produzido pode ser visto no blog do projeto (www.expressocidadania.blogspot.com).

Segundo Eugênia Kelles, gestora do Programa de Educação para Cidadania da ALMG, nos 13 municípios escolhidos para o desenvolvimento do “Expresso Cidadania” foi possível observar que os estudantes não se interessam por política. “Por isso mesmo se faz extremamente necessário um trabalho de conscientização. É muito importante que Ipatinga tenha superado o número de títulos eleitorais emitidos. Mas é preciso ainda que haja qualidade no voto e que os estudantes adquiram interesse participativo em se tratando de política”, comentou a gestora.

Expansão
Conforme Eugênia Kelles, uma das propostas do “Expresso Cidadania” é fazer com que suas atividades estimulem os municípios a desenvolverem propostas afins e permanentes. Segundo ela, esta resposta foi sentida em Ipatinga. “Algumas autoridades, como a juíza Maria Aparecida Grossi (diretora do Foro Eleitoral) e o juiz Fábio Torres (responsável pela 348ª Zona Eleitoral de Ipatinga e Ipaba), já manifestaram interesse de realizar projetos de cidadania semelhantes ao viabilizado pela ALMG”, afirmou. “Este respaldo é fundamental e temos percebido que o ‘Expresso Cidadania’ tem alcançado um efeito multiplicador nos municípios por onde passa”, completou.

Balanço
Em dois dias de atividades em Ipatinga, 1.562 alunos participaram de oficinas, palestras e enquetes com votação em urnas eletrônicas. Com isso, o projeto itinerante alcançou a marca de 15.263 alunos mobilizados em 13 cidades-pólo de Minas. Nos próximos dias 28 e 29, o “Expresso Cidadania” reúne em Belo Horizonte os alunos dos municípios de Sabará, Lagoa Santa e Contagem. No dia 30, participam da programação os alunos da capital.

Estudantes votam a favor da redução da maioridade penal

Embora não tenham participado de um debate para moldar melhor uma opinião, a maioria dos estudantes que compareceu ontem ao Cariru Tênis Cube (CTC) aprovou a redução da maioridade penal. Eles puderam experimentar urnas eletrônicas, votando sobre esse tema e também sobre a reserva de cotas para negros em universidades.

“Votei a favor dos dois projetos, porque os negros precisam de espaço e vejo que muitos menores cometem crimes e ficam impunes”, disse Ítalo Gomes de Araújo, 16 anos. Para Danilo Leonardo Pires da Mota, 16 anos, a redução da maioridade penal inibiria a criminalidade. “Tem alguns menores que se encorajam por saber que não irão presos. Além disso, muitos adultos usam menores para cometer crimes e se livrar da culpa, isso é um grande problema”, analisa.

Alguns estudantes se passaram por fotojornalistas na tarde de ontem, a exemplo de Aline Cristina de Paula, de 14 anos, Caroline Pereira, de 15, e Lucas Richard, de 14, todos da Escola Estadual Maurílio Albanese Novaes. Eles fotografaram alunos votando nas urnas eletrônicas para o site www.expressocidadania.blogspot.com. Aline Cristina definiu a experiência. “Esta oficina de foto nos estimulou à criatividade. A fotografia é interessante porque ela diz muito sobre algo e demonstra situações que nos chamam a atenção”, pontua.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO