Prazeres da vida ao ar livre

Camping do Clube Náutico Alvorada é um dos mais conceituados do Estado

Fotos: Roberto Bertozi


A área de camping da Lagoa Silvana comporta 350 barracas, com boa infra-estrutura

IPATINGA – Tem muita gente que acredita que passar um final de semana ou um feriado prolongado em um acampamento significa ficar “preso” no interior de uma barraca, à mercê de mosquitos e pernilongos e dificuldades de manter a higiene pessoal. Se essa é a idéia que você tem sobre deixar o conforto da residência e se meter numa área de camping, não convém sair de casa. Em contrapartida, quem gosta da vida ao ar livre e de interagir com outras pessoas, tem tudo a ganhar na infinidade de opções que o campismo oferece em Minas Gerais e na maioria dos Estados brasileiros.

E não é preciso ir longe para curtir essa experiência, haja vista que o Clube Náutico Alvorada dispõe de uma área de camping bem equipada, a poucos minutos de Ipatinga, por estrada asfaltada. Localizado na área interna do clube, o setor tem espaço para 350 barracas. O local ainda reserva área para seis trailers, com capacidade para até dez pessoas.

Aproveitando o feriado prolongado de Tiradentes, a família de Francisco Araújo reuniu os amigos e decidiram passar os três dias de folga acompanhados. Junto com a esposa Neide Mayrink e as filhas, Kamilla e Anna Luiza Mayrink, ele conta que a tranqüilidade do local e a infra-estrutura são os principais motivadores para ele, que é funcionário da Usiminas.
“Sempre que tem um feriado prolongado ou umas férias em que decidimos ficar na região, fazemos uso do camping da Lagoa Silvana. Gosto daqui por que não precisamos nos preocupar com algumas dificuldades encontradas em outros campings, como falta de água ou banheiros sujos” diz Francisco. A área de acampamento possui locais apropriados para lavar louças, roupas, além de vestiários, sanitários, bebedouros com água gelada e filtrada.

Na avaliação de Joaquim de Castro Barroso, presidente do Clube Náutico Alvorada, a atual estrutura, que desde 2003 atende a milhares de campistas ao longo do ano, tem sido fundamental para o sucesso da modalidade. “Acampar não significa deixar de lado nossas necessidades. Assim, acreditamos que a boa estrutura da área de camping é o que tem atraído cada vez mais pessoas”, ressalta.

Área
Para a utilização da área de camping, é necessário procurar uma das secretarias do clube. O registro da área de camping só pode ser feito por sócios, que podem convidar não-sócios para acampar. “Estes só precisam pagar o valor do convite diário e individual de acordo com a tarifa cobrada no dia”, explica Barroso. No ato do registro, o sócio recebe regulamento com todas as informações de como utilizar o espaço, bem como a placa que definirá a área escolhida pelo campista e ainda facilitará a sua localização.

“Acampar é algo que gosto de fazer e todo feriado dou um jeito de vir para cá. Sinto-me bem com a minha família numa área que nos coloca frente a frente com um espaço natural, difícil de encontrar em qualquer lugar”, ressalta Carlos Gomes da Cruz, o Gomes, ex-goleiro do Cruzeiro, junto à esposa Roseli Aparecida e Andrade e os filhos Guilherme e Débora.


Zélio e Cristina moram em Belo Horizonte e sempre dão uma escapada até a Lagoa Silvana
Beleza natural atrai turistas

O Clube Náutico Alvorada foi fundado em 20 de setembro de 1963, com o nome de Clube de Caça e Pesca Alvorada, e tinha a sua sede junto à margem do rio Piracicaba, no bairro Areal, em Ipatinga. Passados alguns anos, o clube se transferiu para a área da Lagoa Silvana, a 13 quilômetros de Ipatinga. Naquela época, o Campeonato Brasileiro de Motonaútica era uma das atrações do calendário esportivo no país, e o clube recebeu algumas etapas da competição.
   
De acordo com o presidente Joaquim de Castro Barroso, o clube possui recursos que o tornam um dos mais completos complexos de lazer do interior de Minas, com lagoa, praia artificial, plataforma, ancoradouro, marinas, tobogã aquático, campos de futebol, quadras poliesportivas, pousada, estacionamento privativo, jardins, praças, duchas, galpões com churrasqueiras, tanques para a reprodução de peixes, dentre outros espaços. “Além de uma extensa área de beleza natural incontestável”, diz Barroso.

Os namorados Zélio Ferraz e Cristina Martins, de Belo Horizonte, sempre que podem fazem questão de vir à Lagoa Silvana. Para ele, turismólogo nascido em Coronel Fabriciano, é ainda uma oportunidade de rever amigos, passear de barco e manter-se em contato com a natureza.
“É uma ótima opção de lazer e as pessoas ajudam a manter o local limpo e agradável. Sempre que posso sair de BH, faço do clube um destino”, revela.

Festival
Desde 2004, todo mês de julho acontece o encontro de campistas, evento criado com o objetivo de promover o entrosamento das pessoas que fazem do camping um modo de vida. A programação na data é bem variada, com atividades recreativas, ecológicas e de aventura, torneios esportivos, atrações culturais e musicais, palestras e gincanas.

“É uma festa que tem como característica uma série de eventos e que mostra ainda mais o potencial do clube e das pessoas que o visitam. Promovemos passeios pelas áreas do clube a fim de que o campista possa conhecer todo o local em que resolveu passar a semana”, diz o presidente do Clube Náutico Alvorada, Joaquim de Castro Barroso.

Roberto Bertozi
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO