Inclusão do jovem pela cidadania

Portador de paralisia cerebral é símbolo do Expresso em Ipatinga

Marcelo Metzker/ALMG


Marcos Frota é o mestre-de-cerimônias do Expresso Cidadania em Ipatinga

IPATINGA - Última cidade do interior de Minas a receber o Expresso Cidadania, Ipatinga realizou seus dois primeiros encontros ontem, no Cariru Tênis Clube. Participaram 447 alunos da Escolas Estaduais do Bairro Ideal e Dona Canuta Rosa. Com isso, já são mais de 14 mil alunos participantes; o Expresso Cidadania contabilizava 13,7 mil participantes em 12 municípios, antes de chegar a Ipatinga. Na cidade, pela manhã, foram emitidos 126 títulos de eleitor e 85 carteiras de identidade.

Luiz Francisco Valadão Freitas Rosa, de 17 anos, cadeirante com paralisia cerebral, foi o símbolo dos encontros em Ipatinga. Foi abraçado pelo mestre-de-cerimônias do projeto, o ator e produtor circense Marcos Frota, que mostrou a todos o título de eleitor que Luiz possui desde os 16 anos. “É claro que tem uma família por trás. Mas o que vale é que ele faz questão de dar sua opinião, de votar”, afirmou Frota. Luiz Valadão também fez questão de registrar seu voto nas urnas eletrônicas disponibilizadas pelo Expresso Cidadania.

A mãe de Luiz, Maria Lúcia Valadão (tia Lúcia), é fundadora da Casa da Esperança, que hoje tem 167 internos portadores de deficiência. A entidade teve um lugar especial na formação da cidadania do próprio Marcos Frota, que veio a Ipatinga para fazer o “laboratório” para interpretar um de seus mais famosos personagens de novelas, o deficiente visual Jatobá. Frota contou aos estudantes que o personagem foi parte de uma proposta de longo prazo para mudar a forma que a sociedade brasileira encara a questão dos portadores de deficiência. Da mesma forma, ele convocou os estudantes a mudarem a forma de encarar a política, sem preconceitos, e com a disposição de transformar o mundo em algo melhor.

O Expresso Cidadania é realizado pela Assembléia Legislativa de Minas Gerais, em parceria com o TRE-MG, com a Secretaria de Estado de Educação e com o apoio de diversas outras instituições e entidades. A programação inclui palestras, apresentação teatral, distribuição de cartilhas e oficinas de fotografia, vídeo e redação para web. O material produzido pode ser visto no blog do projeto (www.expressocidadania.blogspot.com).

Os eventos também são uma oportunidade para que os estudantes tirem o título de eleitor e a carteira de identidade. Podem ainda experimentar pela primeira vez a urna eletrônica, votando sobre a reserva de cotas para negros em universidades e a redução da maioridade penal.

Encontros despertam iniciativas

Para o diretor da Escola do Legislativo e um dos coordenadores do Expresso Cidadania, Alaor Messias, uma das coisas que mais animou os organizadores nos encontros pelo interior é que eles estão gerando outras iniciativas. “As escolas e entidades locais sentiram a necessidade de dar continuidade ao projeto. Há várias ações locais”, afirmou. Algumas dessas ações estão sendo programadas pela Câmara Municipal de Ipatinga, que se integrou ao Expresso Cidadania na cidade. Desde 2007, a Câmara já desenvolve um projeto próprio de estímulo à participação política dos jovens, o Câmara Mirim. Foram 15 alunos eleitores, que escolheram representantes entre 289 candidatos a vereadores mirins. O projeto já resultou em quatro projetos aprovados, que se transformaram em leis municipais.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO