Federaminas mobiliza contra Convenção 158

DA REDAÇÃO - A Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Minas Gerais (Federaminas) está pleiteando que a bancada mineira no Congresso Nacional vote contra a aprovação de mensagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Câmara dos Deputados, propondo a ratificação da Convenção nº 158, da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que proíbe a dispensa de trabalhador sem justa causa.

No manifesto encaminhado aos deputados e senadores que representam o Estado, o presidente da entidade, Wander Luis Silva, justifica a posição da classe empresarial ressaltando que um dispositivo da Constituição Federal já prevê proteção para a relação de emprego, contra despedida arbitrária ou sem justa causa, ao impor às empresas indenização correspondente a 40% do total do FGTS na conta do trabalhador. Por considerar a proposta prejudicial ao empresariado brasileiro, a Federaminas também está mobilizando suas 400 associações federadas para se manifestarem junto aos parlamentares representantes de suas regiões na Câmara e no Senado.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO