Fórum Regional vai discutir as mudanças climáticas em setembro


Eddy explica que o fórum irá propor soluções para amenizar os impactos das mudanças climáticas
IPATINGA - No próximo dia 11, a partir das 8h, acontece no Centro de Convenções do Flat San Diego Suítes o I Fórum Regional de Mudanças Climáticas, com o tema “Aquecimento Global e a Perda da Biodiversidade”.

Organizado pelo Instituto Eco-futurismo, o evento objetiva informar ao público sobre questões relativas aos fenômenos climáticos extremos, degradação dos ecossistemas e extinção das espécies, entre outros problemas da atualidade que ameaçam a saúde pública e o meio ambiente. Além de indicar os problemas, o fórum possui o intuito de buscar soluções para amenizar os impactos, através das informações sobre as novas tecnologias ambientais, fontes renováveis de energia, mercado de créditos de carbono, conservação das florestas tropicais e o uso sustentável dos recursos naturais.

Segundo o ambientalista e turismólogo Eddy Willian Melo Soares, coordenador- geral do Instituto Eco-futurismo, os órgãos públicos de Ipatinga e região, em parceria com empresas, universidades e ONGs, deverão formular com urgência planos estratégicos de prevenção e adaptação às condições climáticas extremas, atendendo a uma determinação da Organização das Nações Unidas (ONU).

“Essas condições extremas seriam tempestades mais intensas, ondas de calor mais prolongadas, doenças extratropicais, secas, desertificação, entre outros fenômenos previstos pelo Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas da ONU (IPCC). A degradação ambiental provocada por ações humanas, somada aos impactos das mudanças climáticas sobre a vida selvagem, é um dos desafios mais sérios a ser enfrentado, tendo em vista que animais e plantas não terão tempo de se adaptarem a um novo clima”, explica Eddy. 

O evento terá a presença de ecologistas, pesquisadores e especialistas em aquecimento global de diversas partes do Brasil. Dentre os seis palestrantes convidados, estão ambientalistas da ONG Preserve-Muriqui e o meteorologista e climatologista Ruibran dos Reis, coordenador-geral do MG Tempo/PUC-Minas, considerado um dos mais renomados pesquisadores em mudanças do clima do país e da América do Sul. Para o encerramento do Fórum, está prevista uma mesa-redonda com os secretários de Meio Ambiente de Ipatinga, Fabriciano e Timóteo, além de gestores ambientais de empresas privadas do Vale do Aço.
Segundo Eddy Willian, o fórum será o primeiro evento científico realizado no Leste Mineiro neutro em emissão de carbono, ou seja, promovido com bases sustentáveis.

“A quantidade de CO2 emitido antes e durante o evento será calculada e, posteriormente, neutralizada através do plantio de mudas de árvores nativas da Mata Atlântica, em alguma área degradada da região”, explica o organizador do fórum.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO