Mais droga e revólveres apreendidos no Paraíso

Wellington Fred


Tenente Nóbrega comandou os trabalhos da PM durante toda a manhã

PARAÍSO - Policiais do 3º Pelotão da 152ª Cia. PM fizeram mais uma apreensão de drogas e armas de fogo durante o cumprimento de vários mandados de busca e apreensão. A operação, com cerca de 20 policiais sob o comando do tenente Jadielson Nóbrega, terminou com a apreensão de dez buchas de maconha e dois revólveres. Uma das armas foi encontrada na casa de um adolescente de 17 anos.

O tenente Nóbrega contou ao DIÁRIO DO AÇO que vários mandados foram expedidos pelo juiz da comarca de Mesquita. Na casa de R.R.P., de 38 anos, no Residencial Paraíso, os policiais apreenderam um pote com dez buchas de maconha. Ainda no mesmo bairro, os militares flagraram Uellington Pereira dos Santos, de 23 anos, com um revólver calibre 22, municiado, na cintura.

Na residência de um adolescente de 17 anos, foi apreendido nos fundos do imóvel um revólver calibre 38, municiado. O adolescente negou ser o dono da arma. R.R. também negou ser a proprietária da maconha. Uellington confessou estar armado para sua defesa. Todos foram levados para a delegacia.

Fabriciano
Em Coronel Fabriciano, a Polícia Militar apreendeu drogas e revólver no aglomerado do São Domingos. Foi preso o ajudante Laerte Ferreira dos Santos, de 50 anos, denunciado para a PM após uma informação anônima.

Na casa do suspeito, segundo os militares que trabalharam na operação, foram apreendidas 51 buchas de maconha, 17 pedras de crack, um revólver calibre 38 e várias sacolinhas usadas para embalar drogas. Laerte foi preso e encaminhado para a 19ª Delegacia Seccional de Coronel Fabriciano.

Outra apreensão de drogas ocorreu no Distrito Industrial. Os policiais militares prenderam Marlon Santana de Araújo, de 29 anos, flagrado com porções de maconha pronta para o comércio.

Ele foi entregue após uma denúncia anônima à PM. Além dele, também foi detido no bairro Cruzeirinho o ajudante Diego Vitor Barbosa, de 22 anos, que seria o fornecedor de Marlon, conforme os policiais. O primeiro preso teria comprado a maconha por R$ 100 e confessou o tráfico, alegando que está enfrentando problemas financeiros. Os dois foram autuados pelo delegado Márcio Rocha e encaminhados para a cadeia.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO