PM combate tráfico em Santana do Paraíso

Wellington Fred


Adenilson Barriguinha negou envolvimento com drogas, apesar do flagrante

PARAÍSO - O ajudante Adenilson Gonçalves dos Santos, o “Barriguinha”, de 21 anos, se deu mal no fim da manhã de ontem. Ele foi flagrado por policiais militares negociando a venda de maconha com E.F.S., 22 anos, na região da fazenda Bom Jardim. Além da droga, foram apreendidos armas, dinheiro e uma balança de precisão.

O cabo Cláudio Gomes, que patrulhava a MG-232 juntamente com o soldado Plaster pela MG, disse que eles depararam com Adenilson conversando com E.F.. “Barriguinha saiu andando rápido e jogou algo no matagal. Ele estava com uma faca na mão e, no mato, encontramos a balança de precisão e um pedaço de maconha pesando 60 gramas”, disse o cabo Cláudio.

Os policiais foram até a casa do acusado e apreenderam dois revólveres calibres 38 e 22, uma garrucha calibre 32 e uma espingarda cartucheira artesanal. Os militares encontraram ainda R$ 845, sacolinhas para embalar drogas e uma faca. Os militares da Rocca (Rondas Ostensivas com Cães) também foram acionados.

A cadela Meg conseguiu encontrar, junto a uma árvore, na estrada de acesso à casa do acusado, um tablete de maconha pesando mais de 200 gramas e uma pedra de crack de aproximadamente 30 gramas. Adenilson negou o tráfico. “Tem nada meu aí não. Estava apenas com a faca na mão, só isso”, alegou o acusado.

Os militares do 3º Pelotão da PM de Santana do Paraíso conduziram Adenilson Barriguinha para a delegacia local. Ele foi autuado por tráfico de drogas pela delegada Amanda Sfredo Martins e encaminhado para a cadeia. Ele vai fazer companhia a um irmão envolvido em um crime de homicídio ocorrido no bairro Industrial. O motivo do assassinato: a vítima teria vendido esterco de boi no lugar de maconha.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO