Adolescentes em conflito com a lei

IPATINGA - Os adolescentes em conflito com a lei se tornam, cada vez mais, um verdadeiro problema na área de segurança pública no Vale do Aço. Todos os dias, vários menores infratores são apreendidos e levados para a delegacia. Porém, com a falta de um Centro de Internação para Adolescentes (CIA), eles são liberados pelo Judiciário. Na manhã de ontem, mais dois foram apreendidos logo após um assalto  a mão armada.

O roubo de ontem ocorreu na rua Colônia, no bairro Bethânia, pela manhã, quando um adolescente de 17 anos chegou ate a padaria Pães e Variedades com o rosto coberto por uma camisa. O menor, que é morador de Timóteo, rendeu a comerciante Engracia Martins das Graças Oliveira, de 43 anos. O infrator estava armado com um revólver calibre 32 e, após ameaçar a vítima, levou R$ 18 e ainda três maços de cigarros.

Ele fugiu correndo em direção ao comparsa, um garoto de 16 anos, que vigiava a redondeza para evitar surpresa com a chegada da polícia. Para manter informado o colega, o observador utilizava um radiocomunicador de faixa livre no UHF. A Polícia Militar foi acionada por populares e, durante rastreamento, a dupla acabou localizada nas proximidades com todos os objetos roubados, a arma e os radiocomunicadores.

O sargento Sérgio, que trabalhou juntamente com a Rotam, bike-patrulha e moto-patrulha na apreensão dos adolescentes, avalia como preocupante a situação desses infratores. “A polícia está fazendo a sua parte, como você pode conferir. Esses infratores são apreendidos constantemente. A PM não está deixando de fazer seu trabalho”, comentou o militar.

Estrutura familiar
O menor de 17 anos disse que deixou Timóteo porque seus familiares não o aceitavam. “Então vim para Ipatinga e hoje estou morando com meu tio. Com certeza, depois dessa, pode ser que não tenha onde ficar”, disse o adolescente, que confessou ser usuário de maconha.

Rebelde
Já o outro adolescente, de 16 anos, disse que também tem problemas em casa e é rebelde com tudo. “A arma é minha mesmo. Já tive uma outra que ‘metia 157’ (assalto) na cidade, mas eles (policiais) a pegaram com outro cara. Não tenho medo de morrer, porque um dia vou morrer mesmo. Tenho medo apenas de apanhar dos ‘homi’ (polícia), só isso”, contou o menor, apreendido pela segunda vez em uma semana por envolvimento em assalto.

Os policiais informaram ao DIÁRIO DO AÇO que o menor de 16 anos se apresentou ao juiz da Vara da Infância e Juventude esta semana por outro roubo. Os dois adolescentes, que se conheceram há poucos dias, foram levados para a 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Ipatinga (DRPC).
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO