Cerca de 600 estabelecimentos foram multados vender bebida em estradas, diz PRF

BRASÍLIA (ABr) - Pouco mais de 600 estabelecimentos foram
autuados no Brasil por vender bebidas alcoólicas em áreas à margem de rodovia
federal no período de carnaval. Desde a última sexta-feira, quando a proibição
da venda passou a valer, cerca de 6 mil restaurantes, bares e supermercados
foram fiscalizados. As informações são da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Nem todos os estabelecimentos, no entanto, estão
proibidos de venderem bebidas alcoólicas. Dois hipermercados do Distrito
Federal (DF), por exemplo, conseguiram liminar na Justiça que autoriza a venda
de bebidas na rodovia BR-450, conhecida como Via Epia.



“O Carrefour e o Extra foram os únicos estabelecimentos
[do DF] que conseguiram liminar na Justiça que suspende a fiscalização. Todo o
restante está sujeito a fiscalização da Polícia Rodoviária Federal no que
concerne a venda de bebida no varejo”, diz o inspetor Walter Mota, coordenador
da área de comunicação social da PRF no Distrito Federal.







A medida provisória (MP) com a nova regra passou a valer
na sexta-feira, com a publicação do decreto que a regulamentou. A MP proíbe o
comércio varejista de bebida alcoólica em qualquer estabelecimento situado à
margem de rodovia federal e que tenha ligação direta com a via.

A multa para quem é flagrado vendendo bebidas é de R$
1.500. Para o estabelecimento que não exibir cartaz sobre a proibição, a multa
é de R$ 300.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO