Projeto de prédio que desabou foi modificado, diz engenheiro

Bruno Jackson


As lajes do prédio cederam com facilidade durante o desabamento

IPATINGA – O engenheiro Anísio Horta, responsável pela obra do prédio que desabou na avenida Felipe dos Santos, 625, bairro Cidade Nobre, na madrugada de quarta-feira, disse que o projeto elaborado por ele foi modificado. Segundo o engenheiro, a família de Wellington, dono do prédio e que reside nos Estados Unidos, entregou a execução da obra para uma pessoa que ele soube identificar apenas como Pedro. Anísio Horta alega que o encarregado da obra não respeitou a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART). “Eu não sou o executor da obra. O responsável pela execução alterou o projeto que elaborei. Até a terceira laje ele acompanhou minhas recomendações.

Entretanto, ele deixou de fazer a viga que estava prevista para a quarta laje e, além disso, ele só poderia ‘concretar’ este pavimento depois da minha autorização. Mas não foi o que aconteceu, por isso ele desrespeitou a ART da obra”, diz Anísio Horta. Não houve vítimas no desabamento do prédio. A reportagem não conseguiu localizar a pessoa identificada como Pedro para contar sua versão.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO