Quadrilha que assaltou a Brasauto está no Ceresp


Os integrantes da quadrilha ficam no Ceresp de Ipatinga por pelo menos 10 dias
IPATINGA – Já está recolhida no Centro de Remanejamento de Presos (Ceresp) a quadrilha acusada de envolvimento no assalto à concessionária Brasauto, bairro Horto, na madrugada de sexta-feira. Ao todo, sete pessoas foram presas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), ainda na tarde de anteontem, incluindo uma senhora de 68 anos.

São eles: André Luís Fernandes, 34, Antônio Souza Fernandes, 34, Laudir Neves Martins, 68, Adriano Siqueira, 27, Dalton Neves Martins, 42, Custódio Lourenço, 44 anos, soldado da Polícia Militar de São Paulo, e Davi Rogério de Morais, 32. Todos chegaram a Ipatinga no final da manhã de ontem sob forte escolta policial. Apenas cinco integrantes do bando participaram diretamente do roubo.

A PRF informou que a quadrilha roubou cerca de R$ 25 mil. Contudo, apenas R$ 21 seriam provenientes do assalto à Brasauto. Segundo a polícia, Dalton Neves e André Luís são filhos de Laudir, proprietária da residência onde eles foram presos, na rua Caulin, bairro Caminho Novo, em Itabira. O restante do bando foi preso em Santo Antônio do Amparo, Sul de Minas, após os bandidos terem capotado um veículo durante a fuga. Além do soldado Custódio Lourenço, Antônio Souza também é de São Paulo. Os demais integrantes da quadrilha são de Itabira.

Os presos devem ficar no mínimo dez dias recolhidos no Ceresp, até que o delegado do departamento de Furtos e Roubos de Ipatinga, Geraldo Magela, conclua sua parte nas investigações. Segundo informações extra-oficiais, apenas o soldado Custódio Lourenço não ficaria em Ipatinga e seria transferido para Belo Horizonte. Nenhum dos sete integrantes da quadrilha quis falar com a imprensa. Eles foram autuados em flagrante pelo delegado Sílvio Paggy, de Itabira, na sexta-feira à noite.

Apreensão
Juntamente com os acusados, presos em Santo Antônio do Amparo, a PRF apreendeu R$ 7 mil. O restante do dinheiro foi encontrado na casa de Laudir Neves. A polícia também apreendeu o Fiat Idea, cor cinza, ano 2007, placas HGV-3595 de Belo Horizonte, que parte da quadrilha utilizou para fugir após o assalto à Brasauto.

Na casa de Laudir os policiais também apreenderam duas pistolas automáticas, um revólver – todos municiados – e diversos produtos eletrônicos, como CD-player e outros, possivelmente provenientes de roubo.


Bando estaria envolvido em
roubos em rodovias de MG e SP

É possível que a quadrilha, apontada como responsável pelo assalto à concessionária Brasauto, em Ipatinga, esteja envolvida em roubos de cargas em rodovias de Minas Gerais e São Paulo. A informação foi repassada pelo inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Rogério Santana Bigão, da 5ª Delegacia de Perdões, no Sul de Minas, que acompanhou a operação que desarticulou a quadrilha.

“As investigações ainda irão apurar os fatos. Mas há suspeitas de que a quadrilha esteja envolvida em roubos de cargas em rodovias dos dois Estados”, informou Bigão. Há suspeita, ainda, de que o bando tenha assaltado um taxista.

O inspetor da PRF lamentou a participação de um policial militar na quadrilha. “É lamentável um profissional que deveria prestar serviços à comunidade estar envolvido com o crime”, observou.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO