Trator perde o freio e atinge muro de igreja

Bruno Jackson


No momento do acidente, oito pessoas estavam na Igreja

IPATINGA – Uma multidão de curiosos compareceu à rua Centáurea, bairro Esperança, em frente à Igreja Católica da comunidade Nossa Senhora das Graças, na tarde de ontem, para acompanhar o resgate de duas vítimas de um acidente impressionante. Por volta das 15h30, um trator da Construtora Ápia, a serviço da Prefeitura, que realiza obras na rua Centáurea, perdeu o controle e atingiu o muro da igreja. Por pouco a máquina não foi parar dentro do recinto. No momento, oito pessoas estavam dentro da igreja, incluindo duas crianças. O condutor do trator, Roberto Higino da Silva, 37, e o auxiliar de serviços, Rafael Gustavo Oliveira da Silva, 21, foram os únicos que se feriram no acidente.

Após perder o controle do trator e ao perceber que a máquina iria bater contra a igreja, Roberto Higino pulou da cabine e sofreu diversas escoriações. O estado mais grave, entretanto, é o de Rafael Gustavo, que estava próximo do muro em que o trator se chocou. A perícia da polícia civil compareceu ao local, mas até o início da noite de ontem não foi possível dizer se foi o trator que atingiu o auxiliar de serviços, que ficou todo ensangüentado. Os dois foram socorridos por uma equipe do SAMU. Roberto foi conduzido ao Pronto Socorro Municipal e Rafael ao Hospital Márcio Cunha, onde permanece internado.

Pavimentação
Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, oito funcionários da Ápia trabalhavam em uma obra de pavimentação das ruas Centáurea e Quetúnia. “As obras são referentes ao Orçamento Popular Ampliado (OPA) e há muito requisitadas pela população local”, informou a assessoria, acrescentando que Roberto Higino possui 15 anos de experiência como condutor de trator.

A Prefeitura ainda divulgou uma nota oficial, lembrando que a Construtora Ápia, empresa licitada para o trabalho, tem 48 anos de atuação. A nota diz ainda que a obra, indicada pela própria comunidade, consiste na pavimentação asfáltica da rua Centáurea, via íngreme, que antes era coberta por bloquetes, já em estado avançado de degradação.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO