Suspeitos do assassinato de estudante são ouvidos

População ainda assustada com a crueldade contra garota de 15 anos

TIMÓTEO - As polícias Civil e Militar investigam a morte brutal da estudante Fernanda Tamara Silva Rosa, de 15 anos, estrangulada após ser violentada sexualmente. Ela foi encontrada na manhã do último dia 12, na margem do córrego Timotinho, próximo ao Cefet-MG, na rua Rio Grande do Sul, no Novo Tempo. O delegado Nivaldo Antônio da Conceição passou os últimos dias ouvindo familiares e amigas da vítima.

Nivaldo adiantou que há suspeitos pelo crime, mas nada comprovado com nenhum deles ainda. “Vamos fazer as apurações com calma, porque não podemos botar na cadeia um inocente. Pedimos à população que saiba algo de concreto para repassar informações à polícia, tanto a Militar, quanto a Civil”, disse o delegado responsável pelas investigações.

No início da semana, a mãe de Fernanda, a diarista Maria Aparecida Rosa, de 37 anos, prestou depoimento. Ainda abalada com a perda prematura da filha, ela disse que quer ver o assassino cara a cara. “Quero saber por que fez isso com minha menina. Saber se ele tem filhos, se teve mãe, pois ele é um monstro. A mãe dele colocou foi um monstro no mundo”, desabafou a diarista, querendo respostas.

As redações dos jornais e emissoras de rádio da região recebem todos os dias telefonemas e e-mails querendo saber novidades do caso. Ontem, dois suspeitos fizeram exames de corpo de delito no Instituto Médico Legal de Ipatinga; porém nada de anormal foi constatado, por enquanto. Nivaldo aguarda a quebra do sigilo telefônico do celular da vítima para seguir outras pistas. “Estamos apurando e não estamos parados com as investigações”, ressaltou Nivaldo.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO