Advogado deixa a defesa de Lóis

IPATINGA - O advogado Eliseu Borges Brasil não vai mais defender o também advogado Luiz Carlos Vieira, de 53 anos, o Lóis, preso desde o último sábado acusado de exploração sexual infantil. O próprio defensor de Lóis informou que deixou a defesa por “foro íntimo” e que a família do acusado está providenciando outro advogado para defendê-lo. Este novo defensor seria o renomado criminalista Obregon Gonçalves, de Belo Horizonte.

Brasil disse ao DIÁRIO DO AÇO, em primeira mão, que deixou a defesa por vontade própria. Ele adiantou que apesar da amizade com Lóis, acredita que um advogado de fora da região possa atuar no caso com mais liberdade e sem se expor ao massacre sofrido pelo acusado. “Eu acredito que ele deve ter ampla defesa”, disse o advogado.

Lóis, que se encontra numa sala do Ceresp de Ipatinga por ter curso superior, responde ainda ao Conselho de Ética da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Ele é acusado de praticar sexo com adolescentes e até crianças, conforme a denúncia do Ministério Público que resultou na decretação do mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO