Trailler era usado como fachada para o tráfico

PMs desarticulam esquema que funcionava no Veneza I

Fotos: Wellington Fred


Os acusados foram encaminhados para o plantão da 1ª Delegacia Regional de Ipatinga

IPATINGA - A Polícia Militar conseguiu desmontar, durante a noite de anteontem, a comercialização de drogas que ocorria num trailler de lanches na avenida Macapá, esquina com a rua Fortaleza, no bairro Veneza I. Os policiais apreenderam quase 400 pedras de crack prontas para a venda e prenderam quatro pessoas. À frente do esquema estaria Dinéia Crespo Noronha, de 38 anos, proprietária do comércio usado como fachada, conforme apontaram as apurações.

A operação contou com pelo menos 30 policiais militares. Ela começou na rua da Comunidade, no Morro do Sossego, bairro Veneza, onde mora o vendedor Gilberto José da Cunha, de 25 anos. Ele e o vendedor Wilson Miranda Leite, de 28 anos, que chegou no GM Astra, placas KMD 0625 (Ipatinga), foram detidos pela PM no momento em que se encontravam num barraco.

Gilberto tentou correr, pulando muros e passando por residências vizinhas. Porém, acabou preso com quatro papelotes de cocaína e uma porção de 40 gramas. Ele dispensou uma balança de precisão digital durante a fuga, além de porções de drogas. O suspeito teria assumido a posse e comercialização da droga. Cada papelote era comercializado por R$ 20.
 
Neste momento, equipes da PM chegavam à casa de Dinéia e a um trailler dela na avenida Macapá. Na residência foram localizadas 250 pedras de crack prontas para comércio e outras 125 ainda não embrulhadas, além de 200 gramas de crack em barra e a quantia de R$ 6.344, folhas de cheques no total de R$ 1.148 e diversos celulares, carregadores de celulares, aparelhos eletroeletrônicos e outros objetos. Parte da droga estava escondida no suporte metálico do telhado da casa.


Os policiais apreenderam quase 400 pedras de crack prontas para comercialização
Abordagem
Na rua Laguna, no bairro Veneza, os militares prenderam o garçom Wanderson da Silva Moura, de 22 anos, que estaria no trailler com 14 pedras de crack, além da apreensão de quatro bicicletas e da moto Honda Titan, placa HAC-0197, que seria utilizada no tráfico. Ele alegou que é apenas funcionário do trailler e o responsável é um homem identificado como “Gordinho”.

Os acusados não quiseram falar com o DIÁRIO DO AÇO. O tenente Marques, que comandou a operação, contou que a PM tem filmagens do tráfico no trailler. “Há dez meses que nossos policiais vêm monitorando os suspeitos. Eles colocam algumas pedras na ‘boca’ e vão vendendo a droga. Se chega a polícia, eles engolem”, comentou o oficial.

Os suspeitos foram encaminhados para o plantão da 1ª Delegacia Regional de Ipatinga com todo o material apreendido pelos policiais militares. Eles acabaram autuados em flagrante por tráfico pela delegada de plantão Irene Angélica Franco.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO