PC desmantela quadrilha de traficantes

DA REDAÇÃO - A Polícia Civil prendeu ontem, em Alfenas, Sul de Minas, e Ribeirão Preto/SP, 33 pessoas ligadas ao tráfico de drogas. Na quadrilha, que há alguns anos vinha atuando no Estado, foram identificados quatro integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC), organização criminosa paulista. Foram presos 24 homens, 8 mulheres e apreendidos dois adolescentes. Além do tráfico de drogas, os criminosos atuavam no roubo de veículos e adulteração de automóveis sinistrados, que eram levados para Ribeirão Preto e, de lá, seguiam para Mirassol do Oeste/MT, onde eram trocados por drogas provenientes da Bolívia.

Além dos mandados de prisão, foram cumpridos 52 mandados de busca e apreensão, sendo apreendidas drogas (cocaína e crack), uma balança de precisão, dinheiro, cheques, uma pistola 380, munições calibre 45 e 380, veículos (entre eles uma BMW, uma Nissan e seis motocicletas) e vários computadores.

Operação
As prisões e apreensões são resultados da Operação Desmantelamento, cujas investigações foram iniciadas há cinco meses.  Para o trabalho, foram mobilizados 150 policiais, entre delegados e agentes de delegacias regionais e seccionais, o Grupo de Resposta Especial (GRE), a Superintendência Regional de Polícia, o 1º Departamento, a Divisão de Tóxicos e Entorpecentes, o Puma, Gade e Grupo Anti-seqüestro do Deoesp.  A operação contou com o apoio de uma guarnição da Polícia Militar de Minas Gerais.

Os mandados de prisão e apreensão começaram a ser cumpridos, simultaneamente, às 6h da manhã de ontem, por várias equipes que se deslocaram até as residências dos criminosos e pontos de tráfico em Alfenas, Ribeirão Preto e Mirassol do Oeste. O cabo PM Genivaldo Duarte Rodrigues, que alertava a quadrilha sobre ações das polícias, também foi preso. Ele será ouvido e encaminhado para o Batalhão da Polícia Militar de Alfenas.

Polícia sob investigação
De acordo com o delegado regional João Simões de Almeida Junior, que coordenou a operação, há indícios de envolvimento também de um policial civil, cuja participação está sendo investigada pela Corregedoria Geral de Polícia. Dois rapazes que prestavam serviço ao Exército (Tiro de Guerra) também estão detidos.

A quadrilha, segundo o delegado João Simões, era responsável por 70% do tráfico de drogas em Alfenas e região. Durante a apuração sobre o roubo de um veículo, há cinco meses, uma informação levou a polícia a ampliar as investigações. Na ocasião, descobriu-se que o dinheiro arrecadado com o veículo roubado seria usado para o resgate de um preso do PCC detido na Cadeia de Alfenas.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO