“ET” é acusado de executar “Mancola”

Wellington Fred


Edson, o ET, nega envolvimento no crime

IPATINGA - A Polícia Militar prendeu, no início da noite de quarta-feira, o ajudante de pedreiro Edson Souza Martins, o ET, de 25 anos. Ele estava com um mandado de prisão expedido pela Justiça suspeito de ser o assassino de Webert Cristiano de Souza, de 16 anos, que era conhecido como Mancola. O adolescente foi executado com vários tiros no dia 26 do mês passado, na rua Magdala, junto à Praça do bairro Canaãzinho.

O crime aconteceu por causa de uma rixa antiga. Dois homens não identificados dispararam vários tiros, cinco deles apenas na cabeça.

ET foi localizado no bairro Cidade Nobre, na rua Joaquim Nabuco, pelos cabos Jackson e Silas. Durante a averiguação, os militares do Serviço de Inteligência da PM ouviram pelo rádio a ação dos colegas e falaram sobre o mandado de prisão expedido pela Justiça contra o rapaz.

O acusado negou envolvimento com o crime e disse que nem conhecia Mancola. “Estou trabalhando há dias e minha preocupação é com a minha mulher grávida. Estou tentando me regenerar, é o que tenho a falar para a sociedade”, disse o acusado, que tem várias passagens pela polícia.

Porém, as investigações da equipe da delegada Adeliana Xavier Santos apontaram que este rapaz é suspeito pela morte de Mancola. O adolescente foi morto quando passava de bicicleta próximo à Praça do Canaãzinho, sendo surpreendido por dois homens, e um deles seria ET.

Armado com revólver, atirou várias vezes contra a cabeça do adolescente, além de outras partes no corpo. Este adolescente já havia sido alvo de duas tentativas de homicídio e confessado a autoria da execução do soldador Epitácio Silva Oliveira, o Tita, de 32 anos. Ele foi morto a tiros no dia 25 de maio na Praça do bairro Canaãzinho. O motivo seria um tapa que Tita desferiu no rosto de Mancola, conforme depoimento à delegada Adeliana. Porém, a polícia suspeita que o crime seja uma disputa por causa de ponto de drogas.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO