Viagem trágica para quatro ipatinguenses

Passeio de irmãos termina em grave acidente no Mato Grosso

TV Record/Pontes e Lacerda


O Astra bateu contra a traseira da carreta Scania

IPATINGA - Uma tragédia abateu sobre uma família em Ipatinga no final de semana. Três irmãos morreram num grave acidente no início na manhã de sábado, no quilômetro 185,3 da BR-174, no município de Pontes e Lacerda, estado de Mato Grosso. Morreram neste acidente Sebastião José Gomes, de 59 anos, Sebastião dos Reis Gomes, de 48 anos, e Antônio Calixto, de 70 anos. Um quarto irmão, Sebastião Henrique Gomes, de 52, sobreviveu ao acidente.

As vítimas estavam no Astra, placas KKZ-4484, prefixo de Recife/PE, dirigido pelo comerciante Sebastião Henrique. Os irmãos seguiam para o estado de Rondônia, onde iriam visitar parentes. Próximo à localidade de Adrianópolis, em Pontes e Lacerda, o Astra bateu contra a traseira da carreta Scania R124, placas ALO-8857, de Colorado/PR, conduzida por Hailton Marco do Nascimento, de 35 anos, que nada sofreu no acidente, ocorrido a cerca de 200 quilômetros de Cárceres.

Sebastião dos Reis, Sebastião José e Antônio morreram no local do acidente. Já Sebastião Henrique foi encaminhado para o hospital Vale do Guaporé, em Pontes e Lacerda. Depois de receber atendimento médico no local, os familiares solicitaram sua transferência para outra unidade hospitalar em Cuiabá, capital do Mato Grosso.

Reprodução


Sebastião Henrique foi um único sobrevivente do trágico acidente

A previsão era de que os corpos das vítimas chegariam a Ipatinga na madrugada de hoje. O velório acontecerá na capela do Cemitério Senhora da Paz, no bairro Veneza II, onde será o enterro. Segundo a família, o sepultamento será após as 17h.

Comoção
Um clima de muita comoção se abateu sobre a família dos irmãos, que perderam a mãe há um mês de morte natural. “Eles viajaram para Ji-Paraná, em Rondônia, com a proposta de se unirem mais depois da partida da avó. Seria uma viagem para refrescar as idéias”, disse o comerciante Rogério Gomes, de 32, que estava nos Estados Unidos e veio para Ipatinga rapidamente para se despedir do pai Sebastião José, aposentado da Usiminas, que morava na rua Castro Alves, no bairro Cidade Nobre.

Segurando a dor e as lágrimas para conversar com a reportagem do DIÁRIO DO AÇO, o representante comercial João Batista Calixto, de 40 anos, filho de Antônio Calixto, acredita que Deus está confortando toda a família. “Só Nele que podemos ter forças para superar isso. É muito difícil; é uma perda muito grande para todos nós, de uma só vez. Queremos pedir aos amigos para orarem para a gente”, disse.

Todas as vítimas eram casadas e tinham filhos. Sebastião José deixou três filhos. Já o irmão dele, Sebastião dos Reis, motorista da Autotrans e que morava no bairro Bethânia, deixa dois filhos. O aposentado Antônio Calixto era pai de 12 filhos e morava no bairro Industrial, em Santana do Paraíso. O sobrevivente do trágico acidente mora no bairro Bela Vista, em Ipatinga.

Cochilo
O DIÁRIO DO AÇO conversou com a Polícia Rodoviária Federal de Cuiabá. O policial Alessandro informou pelo telefone que no local acontecem muitos acidentes. “A estrada é boa, asfaltada, mas acredito que pelo horário do acidente, por volta das 6h, o motorista pode ter cochilado ao volante. É um horário muito ingrato, geralmente quando acontece este tipo de acidente”, comentou o policial rodoviário.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO