Acidente fatal na BR-116 em Santa Bárbara do Leste

Com chuva, aumentam os registros de acidentes nos trechos das rodovias que cortam a região

Enviadas para o whatsapp do Portal Diário do Aço

Carro capotado no trecho da BR-116

Com a chegada da chuva, é necessário que os motoristas tomem ainda mais cuidado ao transitar por precárias rodovias. Neste sábado, houve registro de diversos acidentes na região, muitos deles causados pela pista molhada. Uma dessas situações ocorreu na madrugada, no trecho da BR-116, em Santa Bárbara do Leste.

O veículo caiu em um barranco, de aproximadamente 30 metros de profundidade, perto do km 555. O Fiat Stilo, com placas de Dona Euzébia-MG, seguia sentido a Caratinga, em uma viagem para Nanuque, no Vale do Mucuri.
Enviadas para o whatsapp do Portal Diário do Aço


Mulher do motorista morre no acidente


Em um trecho da estrada, o motorista Everton Raniere Santos, de 29 anos, que viajava na companhia da mulher, perdeu o controle da direção do carro, saiu da pista e capotou. O veículo foi parar no fundo de um barranco.

Everton não se feriu e, depois de sair do veículo, pediu socorro às margens da rodovia. Já a mulher dele, Anthoniane Procópio de Lacerda, de 28 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu dentro do carro.
Enviadas para o whatsapp do Portal Diário do Aço


Carro capotado no trecho da BR-116


Um cachorro, que viajava com o casal, sobreviveu ao acidente e foi socorrido pelos bombeiros. O motorista contou para os bombeiros que chovia muito no momento do acidente, e atribuiu o capotamento a esse fator.

As equipes de resgate conseguiram descer até o local onde estava o Fiat Stilo com a ajuda de cordas e de outros equipamentos. Estiveram no registro da ocorrência os bombeiros Anjos de Resgate de Santa Bárbara do Leste, policiais militares de Caratinga, Polícia Rodoviária Federal e perícia técnica da Polícia Civil.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Ronaldo Maia 01 de Novembro, 2016 | 08:58
Valdir não de opiniões duvidosas, esse tipo de coisa acontece mesmo, fui PRA por 22 anos e aposentei, acontece muito acidente onde um pode ser fatal é o outro falecer ela podia estar sem cinto por ex., outro fator como os bombeiros iriam resgatar um corpo na prancha sem cordas,? A corda era para isso.
Ruisley Chaves 01 de Novembro, 2016 | 08:12
Valdir não julgue aquilo que não conhece. Esse rapaz está sofrendo muito pela perda da esposa e não precisa de suspeitas como a sua. Conheci o rapaz aqui em Ipatinga há uns 3 meses e posso afirmar sem medo de errar que o acidente foi uma fatalidade. Quanto aos bombeiros é um procedimento padrão descer ribanceiras usando cordas para garantir a segurança deles e de quem estão resgatando.
Valdir Marcelo 31 de Outubro, 2016 | 08:56
No meu ponto de vista vejo este acidente com ressalvas, como este carro caiu no abismo deste sua esposa morreu e ele não teve siquer um arranhao, outro fato edtranho sendo que os bombeiros usaram cordas e outros equipamentos para resgatar o corpo e ele saiu do local tão igne conseguindo chegar a rodovia para pedir ajuda.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO